Share on Google+

Ida


Sinopse A jovem noviça Anna está pronta para prestar seus votos e se tornar freira, só que antes disso, vai visitar a única familiar restante: tia Wanda, uma mulher cínica e mundana, defensora do Partido Comunista, que revela segredos sobre o seu passado. O nome real de Anna é Ida, e sua família era judia, capturada e morta pelos nazistas. Após essa revelação, as duas resolvem partir em uma jornada de autoconhecimento, para descobrir o real desfecho da história da família e onde cada uma delas pertence na sociedade.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Ida
Título Original Ida
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Polônia / Dinamarca / França / Reino Unido
Duração82 minutos
Direção
Estreia no Brasil 25/12/2014
Estúdio/Distrib. Zeta Filmes
Idade Indicativa 14 anos

Trilha Sonora


“Serduszko puka w rytmie cha-cha”Música de Romuald Zylinski
Letra de Janusz Odrowaz-Wisniewski
Interpretada por Maria Koterbska
“Symphony N°41 in C Major Jupiter”Composta por Wolfgang Amadeus Mozart
(1788)
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


16/08/2014 - Juarezvilaca (65 anos)

  Bom
Denunciar
Um excelente e diferente filme. Bem feito e dirigido. O desfecho é surpreendente. O drama na vida de uma mulher que viveu e sofreu as perseguições aos judeus na segunda guerra. Sua decisão final mostra um caráter inabalável.

27/12/2014 - Ilma (48 anos)

  Não vi
Denunciar
Gostaria de assistir este filme parece cer bom.

31/12/2014 - Felipe (60 anos)

  Ruim
Denunciar
Um filme de longos e curtos silêncios, monótono, em preto e branco, nada contra o preto e branco, mas faltou mais consistência no enredo. Achei meio chato.

16/01/2015 - Sérgio Sarmento (60 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti nesta tarde NO CINEMA quando, ainda, em pré estreia em minha cidade. Ontem assistindo no noticiário os cinco filmes candidatos ao Oscar de melhor filme estrangeiro de 2016 me deparei com essa pérola da Polônia chamada IDA. Conclusão após ver o filme. Olha! Bom filme! Em um deslumbrante preto e branco. Fazendo com isso uma belíssima fotografia. Isso é de um realismo perfeito. Pois mostra um país, a Polônia, logo após a Segunda Guerra. Um pais paupérrimo. Muito pobre mesmo. E mais uma vez um pais europeu tenta resolver certos problemas antigos. Desta feita é o dos judeus poloneses. Visto através dos olhos de uma judia e noviça (que vai em seguida fazer seus votos) e de uma tia, uma dia juíza e nada santa. Pois fuma. Bebe um monte de bebidas alcoólicas. Fuma como um " chaminé " em todos os sentidos. Portanto é o choque da santinha representada pela futura freira e o diabo representado por sua tia. Fica uma dicotomia muito perfeita para um estudo. Para um debate adulto e tem tudo para ser inteligente. Portanto é um grande filme sim senhor! E que de uma maneira bem triste nos conduz para um aprendizado de um pais (Polônia) por muito por fazer. Para tanto o bom diretor Pawel Pawlikowski conta com um elenco muito afinado. Mas quem devemos citar são as protogonistas. No caso e curiosamente as duas são chamadas de Agata. Mas por incrível que parece gostei bem mais da atriz que faz o papel da tia. Que interpretação tem Agata Kulesza. Que mulher mais sensacional. Cruzes! Credo! Enfim! Não é filme para todos os espectadores. É filme que a pessoas tem que ter certeza que é gênero que vai gostar. Pois do contrário " vai dar com os burros na água ", ou seja, não vai gostar mesmo. O que é uma coisa profundamente lamentável mesmo!

06/02/2015 - Samuelmarini (31 anos)

  Ruim
Denunciar
Definitivamente não gostei. Filme chato, história chata que nada acontece. Tem nada demais. Só é legal a fotografia mesmo.

09/02/2015 - Raphael (31 anos)

  Péssimo
Denunciar
Quer um filme monótono, sem graça, arrastado? Acabou de encontrar. Faz tempo que não assistia a um filme tão chato. Concorrendo ao Oscar de melhor filme estrangeiro? Não vai ver nem o pezinho da estatueta.

10/02/2015 - Edward (35 anos)

  Péssimo
Denunciar
Filme chato da muléstia, sô! Tem que ter uma paciência de Jó para assistir até o fim. Lixo total.

19/02/2015 - Carlos Red (36 anos)

  Regular
Denunciar
Assisti Ida: é um filme polonês sobre uma noviça que encontra sua tia: subversiva, desvairada, louca e acabam acontecendo vários conflitos, mas sem gritos, soando mais como risinhos curtos e tímidos da futura freira.O tom melancólico dos personagens realçado com o preto, branco e cinza não salvaram o filme, pois o final deu a aparência que faltou mais alguma cena, tentando deixar algo no ar, para o observador, e esse algo não é para se refletir, não há nada.

25/02/2015 - André Brighi (29 anos)

  Ótimo
Denunciar
"Ida" é um ótimo filme dirigido por Pawel Pawlikowski, recentemente vencedor do Oscar 2015 por melhor filme estrangeiro. O preto e branco e a excelente fotografia são os grandes destaques artísticos, sem dúvidas. Certamente é um drama impactante e seco, retratando uma Polônia comunista no período pós-guerra. O ritmo é lento e bastante reflexivo e obviamente desagrada quem não está acostumado a esse tipo de produção. Apesar dos aspectos positivos, a escolha de "Ida" pela Academia foi mais por razões políticas do que propriamente por análise técnica, justamente por nos apresentar a libertação feminista das garras (quase sempre cruéis) da doutrinação religiosa (lembrando que a bandeira feminista foi abertamente hasteada na festa do último dia 22) e também por dar continuidade ao conceito de vitimização dos judeus, o que sempre agradou Hollywood. Dessa forma, deu-se uma das maiores injustiças cinematográficas dos últimos tempos, pois o extraordinário filme argentino "Relatos Selvagens" ficou absurdamente em segundo plano. Quanto a "Ida", certamente recomendo, mesmo tendo plena convicção de que não merecia o prêmio máximo.

06/04/2015 - Bessa38 (76 anos)

  Regular
Denunciar
Nem tanto ao mar, nem tanto a terra. Um filme correto, atuações teatrais, que tira um pouco o brilho do filme, uma história, um tanto quanto mal contada, com um diretor, com a mão pesada demais. AGATA KULESZA, no papel principal, destoa completamente, não dando nenhuma veracidade ao seu personagem.

15/04/2015 - Henrique (57 anos)

  Regular
Denunciar
Muitos acham filmes em preto e branco modernos e artísticos, eu não gosto, fiquei imaginando aquelas imagens geladas, coloridas:ficariam lindas, o filme é bem curto, o início é bem interessante, mas no decorrer vai perdendo a força.

21/05/2015 - André Machado (45 anos)

  Bom
Denunciar
O filme não é para qualquer um... Típico filme europeu "parado", reflexivo, psicológico. Adorei as personagens. Recomendo.

17/10/2015 - Samuel (25 anos)

  Bom
Denunciar
Filmes com essa temática sempre me agradam e aqui não foi diferente, mas fiquei surpreso por saber que essa obra tão simples foi capaz de bater o grande argentino Relatos Selvagens no Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Um bom filme, mas um tanto supervalorizado.

29/12/2015 - J. Gabriel Silveira (32 anos)

  Ruim
Denunciar
Pior filme que assisti recentemente. Tem ótima fotografia e é bem feito, mas péssima história.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Ida (Ida)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.