Share on Google+

Comeback


Sinopse Amador é um ex-pistoleiro aposentado e relegado ao ostracismo. Solitário e amargurado, coleciona em um álbum os recortes de jornal de seus crimes antigos. Após várias humilhações, ele vai reagir com violência à hostilidade do mundo que o cerca enquanto tenta voltar à ativa.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Comeback
Título Original Comeback
Ano Lançamento
Gênero Faroeste
País de Origem Brasil
Duração89 minutos
Direção
Estreia no Brasil 25/05/2017
Estúdio/Distrib. O2 Play
Idade Indicativa 16 anos

Elenco


... Amador
... Pistoleiro
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


29/05/2017 - Donaldo Coelho da Silva (74 anos)

  Bom
Denunciar
Gente, vi, ontem, o filme. Olha, filme bom. Acho que foi a primeira vez que fui a um cinema sem ver nenhuma crítica dos nossos competentes cinéfilos (Interfilmes) Sinal de que poucos verão esse filme. Queria, mais uma vez, ver a atuação desse grande ator, Nelson Xavier, morto recentemente que sempre me impressionou pela simplicidade de suas atuações. Muito convincente fazendo o papel (duas vezes) de Chico Xavier. Cínico ao extremo vivendo o Bonitão da mini-série, da Rede Globo, o Pagador de Promessas. Sempre lhe davam o papel de coadjuvante. E por falar em atores coadjuvantes, queria fazer uma pequena observação sobre eles. Por exemplo, o grande ator Wilson Grey, com mais de 150 filmes nas costas, sempre trabalhou em em segundo plano. Disse certa vez que nunca havia beijado a mocinha. Outros coadjuvantes excepcionais, Jofre Soares, Ary Fontoura, o Professor Aristóbulo Camargo, da Novela Saramandaia, Brandão Filho, o eterno Primo Pobre, Flávio Migliacio, Rui Rezende, o Professor Astromar Junqueira, de Roque Santeiro, e alguns estrangeiros como Mark Rilance (A Pontes dos Espiões) e Dustin Hofmann (Papillon). Mas, voltando ao filme de Nelson Xavier, este faz o papel de um misterioso assassino profissional, aposentado, soturno, monossilábico, mas orgulhoso do seu passado. Tanto é guarda um álbum sujo e mal conservado com recortes de jornais que estampam recordações de suas façanhas no mundo do crime. A ação se passa na periferia da cidade de Anápolis (GO), com casas mais populares e ruas empoeiradas. Diante daquela figura doce e calma muitos não acreditam que a personagem dele, Amador, fosse capaz de cometer tantos assassinatos. A referência como sendo uma produção de faroeste não chega a convencer muito e a trama paralela, com dois cineastas querendo filmar a história do matador não se consuma no desenrolar do filme. Enfim, o filme vale muito pela presença de Nelson Xavier e um ar noir dado ao filme com fotografia predominante em tons escuros. Para os saudosistas, um caminhão de bolerões desfila no desenrolar do filme e a abertura é embalada por um do saudoso Altemar Dutra, morto precocemente, com 43 anos, vítima de um AVC. Tenho dito.

30/05/2017 - Paulo Nobre (60 anos)

  Não vi
Denunciar
Grande comentário Prezado Donaldo, com uma grande riqueza de detalhes. Fiquei até com vontade de ver o filme, pois sempre que posso prestigio o cinema nacional e gosto muito do Nelson Xavier. Porém, acho que vou ter que esperar passar na telinha, pois pelas minhas bandas esse filme virou raridade. Grande abraço!

30/05/2017 - Donaldo Coelho da Silva (74 anos)

  Não vi
Denunciar
Bem, Paulo "Nicholson" (rsss), obrigado pelo comentário. O perigo de a gente elogiar um filme é sugestionar as pessoas a assisti-lo. Ainda bem que, como eu, respeito as opiniões dos prezados cinéfilos do Interfilmes, os excelentes Sarmento, Henrique, Fera, Rodrigui, etc. Mais uma vez, obrigado Paulo Nobre, você é um dos melhores. Forte abraço.

31/05/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Bom
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando do lançamento nacional efetivado na quinta passado. Com certeza "peguei pelo rabo" este Comeback. Pois devido a pouca procura de ingressos. Ele encerra hoje suas apresentações naquele cinema. O exemplo é que estava só eu e mais uma "misera" pessoa naquela sala imensa do cinema. Que coisa triste é isso pessoal! Um filme deste "tamanho" deveria, com certeza, ter um publico maior e com isso fazer um sucesso enorme. Mas fazer o que se um mínimo de gente não prestigia uma obra como Comeback. Olha! Lindo e sensível filme. O diretor Erico Rassi, pelo que sei, é goiano, é novato, é seu primeiro longo e vem precedido por bons curtas metragens em sua carreira. Em sendo seu primeiro filme longa ele até que se saiu muito bem. Se bem que seu roteiro é complexo e confuso. É complexo, pois faz ou procura fazer uma dicotomia de seu ator principal que está no ocaso da vida e ao mesmo tempo um paralelo com a vida real deste mesmo ator. Nas filmagens, todos (na real é quem procura se atualizar com a matéria CINEMA) já sabiam que o grande ator Nelson Xavier estava com câncer. E na tela o diretor mostrava, ao mesmo tempo, um pistoleiro de aluguel, ou seja, o mesmo ator Nelson avier, e já se aposentando e recolhendo suas lembranças, de ouro (para ele), em uma pasta de memórias (a sinopse acima é de grande valia neste quesito). Portanto o paralelo que descrevi é inevitável em tudo. Já do lado confuso coloco o grande pecado do filme. Pois de maneira alguma procura aprofundar de maneira decisiva a vida do pistoleiro de aluguel chamado Amador. Que ao meu ver seria de extrema clareza para todos nós que procuramos algo mais em um filme diferente. Pois me pareceu. Não posso pensar de outra maneira. Um passado bem rico quando de sua plenitude. Um obra totalmente filmada na terra natal de seu diretor que é Anápolis-GO. Em um lugar miserável, e como em todo lugar assim, a morte tinha uma estrutura muito parecida e até já montada, prepara por assim dizer. Com uma trilha musical que consta, entre outros, dois bolerões do grande cantor Altemar Dutra. Que fazia uma música "dor de cotovelo" o popular "dor de corno" e de rara sabedoria melódica. E que no filme tem um significa importante, pois relembra, para o pistoleiro de aluguel Amador, que seu tempo já passou. O cara em realidade já não era daquele mundo marginal de hoje, uma coisa pensado, político, negociado e detalhista para qualquer bandido sobreviver. Ele nunca ou jamais saberia fazer, arrumar um campo de futebol para os adolescentes, dando bola, um jogo de camisas ou preparar a praça da vila, colocando brinquedos para as crianças. Este bom filme foi o do testamento do notável ator/diretor Nelson Xavier. Este seu último filme já se encontra em minha memória como o seu primeiro, e que assisti NO CINEMA, e que era Os Fuzis (1964). Do notável diretor moçambicano de nome Ruy Guerra (para quem não lembra, é aquele do charuto, pois sempre ao me lembrar dele recordo daquele charuto cubano, só podia ser, que tinha na boca). O ator e diretor Nelson Xavier é daqueles caras que farão falta entre nós. Pois criou uma maneira peculiar muito própria em representar. Para mim sempre representou um só papel ao longo de seus 75 anos que passou neste Mundo notável que é as nossas vidas. E qual foi este papel? Aquele papel simples de um homem do interior mineiro. Com toda a sua idiossincrasia que só o mineiro, do interior, tem. Grande Nelson Xavier, uma grande figura na arte de representar. Por fim gostaria de me associar ao colega Paulo Nobre. E só fazer elogios para o bom e especial comentário do Donaldo Coelho da Silva. Mas só discordo um coisa do amigo Donaldo. O filme é sim do gênero faroeste "caboclo", nosso portanto. Por aquela topografia do lugar. Pelas mortes efetuadas. Pela miséria daquele povoado. Onde a arma tinha um grande significa. Quem sacasse primeiro é que viveria. Mas no mais só me resta dizer: Forte abraço Donaldo!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Comeback (Comeback)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.