Share on Google+

Victoria e Abdul - O Confidente da Rainha

  (Victoria and Abdul)
Sinopse 1887, cidade de Agra, na Índia. Dois jovens locais são escolhidos para viajar até Londres de forma a presentear a rainha Victoria (Judi Dench) com uma valiosa moeda local. Ao chegar, tanto Abdul (Ali Fazal) quanto Mohammed (Adeel Akhtar) estranham bastante os costumes da realeza britânica, sempre a postos para mimar a rainha. Ao entregar a moeda, Abdul quebra o protocolo e encara a monarca. Tamanha ousadia chama a atenção da rainha Victoria, que através de várias conversas não só passa a conhecê-lo melhor como também o transforma em seu conselheiro. Esta decisão não agrada nem um pouco a corte inglesa, que não entende como um humilde indiano pode ser detentor de tal honraria.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Victoria e Abdul - O Confidente da Rainha
Título Original Victoria and Abdul
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Reino Unido / EUA
Duração111 minutos
Direção
Estreia no Brasil 16/11/2017
Estúdio/Distrib. Universal Pictures
Idade Indicativa 10 anos

Elenco


... Queen Victoria
... Abdul Karim
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


18/11/2017 - Isadora (39 anos)

  Ótimo
Denunciar
História linda e pouco conhecida. Verdadeira lição de amizade e lealdade.

19/11/2017 - Antônio Marcos (47 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme lindo com um belo exemplo de amizade. Imperdível.

21/11/2017 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de sua semana de estreia no Brasil na última quinta. Olha! Gostei do filme! Conheço o trabalho do veterano diretor Stephen Frears desde os anos 1980 quando realizou dois exemplares de bons filmes como o são Minha Adorável Lavanderia (1985) ou um mais famoso e melhor como foi Ligações Perigosas (1988). Mas é que ultimamente o britânico Frears não vem realizando coisa boa. Como foi o ridículo O Dobro ou Nada (2012) e que já escrevendo para o site IF, realizei um comentário para sua altura de ruindade em 25.02.2013. Mas não é que neste ano da graça de 2017 nos chega um legitimo dramalhão e dos bons chamado Victoria and Abdul (2017). Obra que até poderá levar mais um filme ao Oscar como ocorreu com Philomena (2013) ou até o seu último filme a chegar por aqui como foi Florence: Quem é Essa Mulher (2016). O que convenhamos foram dois filmes equivocados, mas com roteiros curiosos. Mas principalmente com trabalhos de ótimas atrizes como Judi Dench e no último Meryl Streep. Contanto novamente com a excelente Judi Dench, mas que neste Victoria e Abdul é a melhor coisa ao viver a rainha Victória e que no seculo 19, reinou por mais de 62 anos, quando o Império Britânico conseguiu seu maior apogeu em todos os tempos. Seja em conquistas, foi neste período que surgiu um adágio popular que dizia: " No Império Britânico o Sol NUNCA se punha ". Além das conquistas os ingleses conseguiram muitas riquezas. Foi neste clima de prosperidade e já em seu final de vida da Rainha Victória que o filme nos mostra seu roteiro. E que mais uma vez é obra baseada em fatos reais. Ou "quase" como lemos já no começo da obra. O filme mostra que a soberana Vitória estava cansada da mesma mesmice da corte. Com vários serviçais só vivendo para "puxar o saco" da rainha. E é neste clima que chega um indiano muçulmano de nome Abdul que vem para ser um grande amigo e confidente para a soberana. Aliás é digno de escrever que o ator Ali Fazal faz um papel espetacular como amigo. Mas quem extrapola "todas as medidas" é a atriz Judi Dench. Faz um rainha Victória muito bem. Provando que aos 82 anos continua muito eficiente em sua profissão. Só espero, de coração, que continue trabalhando, representando. Pois, por outro lado, encontrei, assisti uma atriz que a idade está "pesando a passos largos" para ela. Cruz credo! (é necessário invocar, neste momento, um dos meus axiomas preferidos). Além de ser uma história cativante (qualquer coisa que fala sobre a amizade sempre será bem vinda). Percebemos uma produção requintada. Uma reconstituição, absolutamente perfeita sob todos os ângulos observados. Seja na fotografia. No vestuário. A direção de arte é vistosa e trabalhou muito bem. Mas tudo isso não é de surpreender, pois uma das produtoras é a famosa BBC FILMS. Sempre e de há muito (desde 1990), sinônimo de um visual e de uma qualidade de "cair o queixo ". Enfim, é daqueles filmes que pela história, a qualidade (sempre ela) poderá até, repito o que escrevi acima, ter alguma indicação para algum Oscar de 2018. O que não será surpresa. Pois conta com um diretor que em seus últimos filmes sempre teve alguma indicação. Vejam o caso de Philomena (2013) indicado para quatro Oscar, inclusive. Pasmem! O de melhor filme ou até o já citado Florence (2016) indicado para dois Oscar inclusive para Meryl Steep como melhor atriz (sua vigésima indicação).

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Victoria e Abdul - O Confidente da Rainha (Victoria and Abdul)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.