Share on Google+

Mulheres Divinas

  (Die göttliche Ordnung)
Sinopse Suíça, 1971. A jovem dona de casa Nora (Marie Leuenberger) vive com seu marido e seus dois filhos numa pequena aldeia. Até então sua vida era tranquila e não tinha sido afetada com as grandes revoltas sociais e o movimento de 1968, mas, é aí que Nora começa a fazer campanha pelo direito de voto das mulheres.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Mulheres Divinas
Título Original Die göttliche Ordnung
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Suíça
Duração96 minutos
Direção
Estreia no Brasil 14/12/2017
Estúdio/Distrib. Mares Filmes
Idade Indicativa 14 anos

Trilha Sonora


“You Don't Own Me ”Escrita por John Madara (não creditada) e Dave White (não creditada)
Interpretada por Lesley Gore
“Respect ”Escrita por Otis Redding (não creditada)
Interpretada por Aretha Franklin

Trailer



Comentários


15/12/2017 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Bom
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando do lançamento efetivado nacionalmente no dia de ontem. Antes demais nada é uma produção de um pais moderno chamado Suíça. Indicado por ele, preliminarmente ao Oscar de melhor filme de língua estrangeira. Falado totalmente em alemão e com o casal de atores principais nascidos em Berlim, que para quem não sabe, é a moderna e deslumbrante capital da Alemanha. Quando se diz que a coisa é complicada, costumamos lembrar que é como uma música chamada "samba do crioulo doido" (do compositor Sergio Porto). Olha! Gostei do filme! Mesmo me parecendo uma cópia "suíça" do apreciável filme As Sufragistas (2015) e que realizei, no Natal de 2015, um favorável comentário para o site IF. Só que como é bom saber lá em 2015, no filme, já liamos que um pais como a SUÍÇA tinha liberado o "voto universal" para as mulheres. Pasmem! Em 1971. (no Brasil foi liberado. Pasmem! Novamente! Em fevereiro de 1932). Pois este filme "apreciado" por mim no dia de hoje. Nos mostra a "briga" das mulheres pelos seus direitos. Uma luta muito bonita onde nos deparamos com uma brilhante atuação da atriz talentosa chamada Marie Leuenberger. Uma belíssima interpretação tem ela. Com certeza não serei muito prolixo em meu comentário atual, pois a base política já escrevi para As Sufragistas (2015). Só direi que este drama suíço é muito didático e nos faz pensar em nossa condição de seres humanos justos. Mas principalmente na justiça, pois ela existe mesmo. É só termos bom senso e querer. Ah! Isso não tenho a menor dúvida!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Mulheres Divinas (Die göttliche Ordnung)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.