Share on Google+

Os Meninos Que Enganavam Nazistas

  (Un sac de billes)
Sinopse Durante um período de ocupação nazista na França, os jovens irmãos judeus Maurice (Batyste Fleurial) e Joseph (Dorian Le Clech) embarcam em uma aventura para escapar dos nazistas. Em meio a invasão e a perseguição, eles se monstram espertos, corajosos e inteligentes em sua escapada, tudo com o objetivo de reunir a família mais uma vez.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Os Meninos Que Enganavam Nazistas
Título Original Un sac de billes
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem França / Canadá / República Checa
Duração110 minutos
Direção
Estreia no Brasil 03/08/2017
Estúdio/Distrib. Paris Filmes
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Joseph Joffo
... Maurice Joffo
>> Ver todo o Elenco...

Trailer



Comentários


04/08/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Regular
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de sua apresentação e lançamento em algumas cidades privilegiadas, entre as quais a minha, ocorrida ontem no Brasil. Olha! Os filmes das histórias sobre a II Grande Guerra sempre foram de um fascínio absolutamente perfeito. Imaginem os baseados em fatos reais quando retirados de livros. O filme é quase todo ele vivido dentro da França. Primeiro em Paris e depois seu deslocamento para o litoral. Entre eles até no italiano como poderemos ver no transcorrer da obra. Mas este filme de 114 minutos (contados por mim) se torna confuso por não ter uma boa continuidade. A obra cinematográfica e cheia de pontas. O filme é realizado de uma maneira açodada. Causando enormes pecados para um tema tão inebriante de fascinante como foi a grande de guerra de 01.09.1939, com a invasão da Polônia pelas tropas militares do Adolfo Hitler, até 30 de abril, no lado ocidental, de 1945. O filme é baseado em um livro lançado em 1973 por um judeu de nome Joseph Joffo. E nos fala de uma numerosa família judia e de nome Joffo. E que por ser enorme tem que se separar para fugir dos nazistas alemães. Cabe aos dois meninos, um de 10 e outro de 12, se separarem da maioria, e ter que fazer por si, para ter sucesso no meio daquele caos que era a França invadida, pais em foco, dentro da guerra. O filme, a história, projeta que seus protagonistas (os dois meninos) deverão ter seus amadurecimentos antecipados. Portanto é mais um filme que terá como base a antecipação no aprendizado entre pessoas pequenas. É obra que apesar de modesta nos indica cores esmaecidas para as cenas de tristezas. E cores berrantes e com um colorido de saltar os olhos para as cenas alegres. Como por exemplo a tomada das liberdades da belíssima cidade de Paris. E filme que se destaca dois atores mirins e que nunca tinham realizado nada NO CINEMA. Mas principalmente do ator Dorian Le Clech que faz o papel principal e também história, em off, que é contado por ele. Por último gostaria de dizer que é filme que ninguém assiste. Mas desta feita não lamento, mesmo! Penso que o bom seria ler o livro em que foi baseado. Pois o filme, em si, é uma obra totalmente descaracterizada por querer "abraçar" todo aquele manancial de dados, da II Guerra, em "quase" duas horas de projeção. E mais um vez, para um filme, tenho que escrever que é obra de, no máximo, três estrelas e sendo assim um regular está de bom tamanho.

07/08/2017 - Nilson Jr. (53 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme maravilhoso, de cenários e cores perfeitas. Um história baseada em fatos reais no contexto que parece ser um " Déjà vu", pois o que não falta são filmes sobre o holocausto judeu. Mesmo assim, não se pode negar a força do diretor em extrair momentos que equilibram perfeitamente os momentos de suspiro tranquilo com seu tom cômico e, ainda, os momentos dramáticos que são acentuados pelas incertezas que traz a guerra e a claustrofobia mediante a pressão que não somente o exército alemão fez perante a sociedade francesa e suas vítimas, mas também pelos próprios nacionalistas franceses ( colaboradores de Hitler ). O desempenho do elenco é excelente, todos os atores estão ótimos, começando pelas crianças, onde o Josepf Joffo de Dorian Le Clech dá um show particular, com sua paradoxal inocência madura. Un Sac de Billes pode não trazer muita novidade para esta temática, evidente que os mais conservadores irão falar mal da narrativa, da fragilidade do título e outras falhas, mas faz o essencial do cinema, tocar a alma cativar o público.

22/08/2017 - Robinho da Prata (33 anos)

  Ótimo
Denunciar
Respeito a opinião de nosso expert Sarmento, porém na minha humilde ignorância achei o filme maravilhoso. Vale a pena conferir.

07/11/2017 - Gustavo Barroso (53 anos)

  Ótimo
Denunciar
Um belíssimo filme sobre a ocupação da França pelos nazistas na segunda guerra mundial e a perseguição aos judeus. Impossível não considerar essa obra excelente.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Os Meninos Que Enganavam Nazistas (Un sac de billes)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.