Share on Google+

O Jovem Karl Marx

  (Le jeune Karl Marx)
Sinopse Aos 26 anos, Karl Marx embarca com a mulher, Jenny, para o exílio. Em Paris, eles conhecem Friedrich Engels, filho do dono de uma fábrica que estudou o nascimento do proletariado inglês. Engels traz a Marx a peça que faltava para o quebra-cabeça de sua visão de mundo. Juntos, em meio à censura, greves e agitação política, eles vão liderar uma completa transformação política e social do mundo.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil O Jovem Karl Marx
Título Original Le jeune Karl Marx
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Alemanha / França / Bélgica
Duração118 minutos
Direção
Estreia no Brasil 28/12/2017
Estúdio/Distrib. California Filmes
Idade Indicativa 14 anos

Elenco


... Karl Marx
... Friedrich Engels
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Like a Rolling Stone ”Escrita e Interpretada por Bob Dylan

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

05/01/2018 - Samuel (35 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filme interessante, com um contexto histórico legal, mas não entendi porque desse ataque violento na pessoa do Karl Marx, pois a doutrina de Jesus matou muito mais. E países capitalistas que ficaram ricos explorando o tráfico de escravos e a escravidão por centenas de anos pelo mundo todo, não seguiram os pensamentos de Karl.

06/01/2018 - Fabricio (46 anos)

  Não vi
Denunciar
Povo chato, em vez de comentar sobre o filme, fica fazendo panfleto de política e ideologia, o nome do site não é interpolítica, ninguém quer saber sua ideologia o pensamento político. Por isso o jeito é esperar o grande Sergio Sarmento para nos dar uma luz se o filme é bom e tem bons atores, produção e direção, porque está dureza de achar um comentário que esclareça isso, só resta esperar quem manja mesmo do assunto, pois o Sergio Sarmento é um dos melhores crítico que se encontra no dias de hoje, o que torna esse site exclusivo com suas brilhante análise, pois o cara manja muito da sétima arte, com comentário brilhantes. E o moderador deveria bloquear esse comentários fútil e agressivo com monte de abobrinhas, o camarada acima disse que o "capitalismo sempre deu certo", "cristianismo matou apenas centenas", "Hitler de esquerda" (com base histórica e de fatos, um absurdo atrás do outro). E curioso que o filme, A Queda de 2004 não tem nenhum comentário atacando o personagem do filme, pois o objetivo.

06/01/2018 - Pedro (55 anos)

  Bom
Denunciar
Marx influenciou os mais diversos setores da atividade humana ao longo do século XX, desde a política e a prática sindical até a análise e interpretação de fatos sociais, morais, históricos e econômicos. Lembrando, que os socialistas no mundo inteiro que conquistaram quase todos os direitos sociais, políticos, trabalhistas e previdenciários que desfrutamos hoje, seja por meio de greves, manifestações ou revoluções, se fosse seguido o objetivo do sistema produtivo, a maioria iria trabalhar apenas em troca de comida.

08/01/2018 - Rodrigo (27 anos)

  Não vi
Denunciar
Não vi e notando pela maioria dos comentários acima, a maioria não viu também. Apenas veio descarregar o ódio pelo comunismo aqui. Quem for ver, favor não se basear nos comentários acima para obter uma mais clara e precisa nota. Muito curioso o diretor ser do Haiti, talvez ele tenha uma visão mais socialista, já que o Haiti é o pior IDH do continente americano, vamos esperar que isso influencie no filme e o torne mais utópico.

08/01/2018 - Chico (56 anos)

  Ótimo
Denunciar
O grande problema dessa geração alienada em redes sociais, youtubers e que faltam na aula de história... É que só repetem um monte de absurdo, igual papagaio. A intenção de Karl Marx sempre foi ajudar a classe desfavorecida através de teorias, pensamentos e estudos econômico da época, se deu certo ou não é outra história, mas as intenções era das melhores. Um absurdo esses papagaios associar ele ao genocídio de ditadores oportunista que usaram sua ideia para enganar e atrair a massa, pois Karl nunca matou uma mosca sequer. Mas, os cães ladram e a caravana passa...

08/01/2018 - Pablo (35 anos)

  Não vi
Denunciar
Priscila antes de fazer afirmações equivocadas, estude um pouco sobre, "Noite dos Longos Punhais", um expurgo com execuções políticas que aconteceu na Alemanha de Adolf Hitler, onde os próprios Nacional Socialismo foram eliminados no momento em que deixaram de ser interessantes, além de serem contra determinadas ideias de Hitler, que apreciava a contribuição dos altos empresários e não queriam ver os eventos dramáticos da Revolução Russa se repetirem na Alemanha, e aproveitou a ocasião e perseguiu outros sociais-democratas e comunistas. Priscila, se era objetivo fazer uma associação negativa com Karl, era melhor ter citado Stalin e pronto, do que fazer uma afirmação vergonhosa dessa, pois Hitler era extrema DIREITA.

09/01/2018 - Roberto (41 anos)

  Péssimo
Denunciar
Não acredito que eu gastei meu dinheiro vendo uma coisa dessas foi pura perca de tempo; O Marx já foi morto intelectualmente por Mises, e não adiantou nada. Se não fosse Marx seria um outro qualquer, com outra teoria também furada que também se alimenta da inveja e de sonhos utópicos por uma igualdade forçada.

09/01/2018 - Laura (46 anos)

  Péssimo
Denunciar
Olha faltaram muitos detalhes sobre a vida dele que não foram mostrados que no caso são o racismo e o machismo, mas foi muito bom ver esse filme porque mostra claramente uma ideologia (socialismo) que nunca devemos apoiar por ter alienado e matado milhões de pessoas no mundo que já é ruim.

11/01/2018 - Jair (41 anos)

  Péssimo
Denunciar
Um filme horrível perda de tempo total, uma doutrina que apoia tortura, CRUZ CREDO! E como muitos disseram muito bem nos comentários acima, algo ruim difícil de aguentar.

12/01/2018 - Dinei (43 anos)

  Péssimo
Denunciar
Filme fraco e monótono, podeira ter sido menos cansativo e mais contagiante.

12/01/2018 - Sérgio Sarmento (64 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando finalmente (ufa! Pensava seriamente EM ATÉ ver pela internet o que seria SÓ uma coisa lamentável cidadão), tivemos sua estreia em minha cidade no dia de ontem. Olha! Filme maravilhoso! Mas acima de tudo didático e por isso convincente. Tem uma belíssima direção do afrodescendente haitiano Raoul Peck. É seu segundo filme apresentado NOS CINEMAS brasileiros. O primeiro foi o notável, grandioso e forte documentário Eu Não Sou Negro (2016). E que concorreu, no ano passado, ao Oscar de melhor documentário na categoria do longa. E que em 20.02.2017 realizei um comentário, para o site IF, com uma vibração fora do normal. Mas este O Jovem Karl Marx nos fala do começo dos anos 1840 até 1848 quando da publicação do " Manifesto Comunista " de 1848. Mas para chegar até este momento a câmara sempre ágil do diretor nos proporciona bons momentos históricos. E com isso sentimos que um homem como Marx só poderia ter surgido naquela época. Estamos em plena primeira Revolução Industrial inglesa. O liberalismo esta em seu apogeu. Onde mulheres, homens, e pasmem, crianças (trabalho escravo), que trabalham 16 horas por dia para ganhar, para serem explorados "por trocados" de libras esterlinas esterlinas (se não estou enganado a divisão inferior é o penny). Portanto foi ali que o economista, filosofo e matemático Karl Marx "jogou sua rede". E pescou muita coisa. Em um primeiro momento viu e criou "a luta de classes (patrão e proletariado) ". Para em um futuro não muito distante dali criar sua sensacional utopia que foi o comunismo. Para um posterior, ainda, escrever sua obra máxima e soberana O CAPITAL composta de livro 1, 2 e 3, uma trilogia portanto onde o primeiro livro saiu em 1867. É claro que o filme "só navega" até 1848 - Com O Manifesto Comunista. Tudo que surgiu a partir dali temos que ler e nos informar das coisas. Como foi a informação que passei acima. Karl Marx, apesar da "torcida de nariz" de seus opositores, e de gente que em absoluto sabe o que ele realmente realizou. E com isso escrevem textos baseados em comentários de terceiros. Ou de terem ouvido coisas de gente totalmente equivocadas e que mais funcionam como uma desinformação e passam para frente como coisas acabadas. Isso só passa a ignorância que são estas pessoas equivocadas e atrasadas. Não estou aqui para ensinar ninguém. Mas para quem quer aprender alguma coisa de Karl Marx e fazer elogios ou críticas com autoridade devem ler os escritos deste grande pensador. Comece pelo MANIFESTO COMUNISTA de 1848 e vá imediatamente para o primeiro dos três volumes de O CAPITAL. Lendo e entendendo o que lerem, vocês poderão ditar cátedra como muitos erroneamente tentaram fazer acima, mas sem qualquer embasamento teórico. Ficando seus textos equivocados e passando um atestado de ignorância para quem realmente conhece a escrita deste grande pensador que é e será o alemão Karl Marx. Só mais uma coisinha! Existiu dois economistas na história da humanidade que estudaram a fundo o capitalismo. Um para derrotar o mesmo e que foi o alemão de Karl Marx. O outro foi o grande economista britânico John Maynard Keynes que estudou a fundo para salvar o capitalismo na crise do crash da Bolsa de Nova Iorque de 29 de outubro de 1929 na chamada Black Tuesday (terça-feira negra). Enfim, e agradeço de coração pessoas tão gentil como Fabricio (46 anos) um cara que não conheço, mas que acredita de uma maneira bem real em meus comentários. Só posso afirmar uma coisa para ele. Continue acreditando e apostando em mim, pois com certeza não vai precisar de sorte, meu amigo. E um outro comentário, do Rodrigo (27 anos), que escreveu que a maioria não viu o filme O Jovem Karl Marx. Acredito também nesta afirmação. Pois do contrario jamais iríamos ler coisas tão equivocadas em nossa vida cultural. E mais uma vez e depressa um dos meus aforismas pedem passagem: TENHO DITO E ESCRITO (onde seguramente o escrito tem um peso maior). E até outro comentário!

13/01/2018 - Josué (28 anos)

  Péssimo
Denunciar
Filme péssimo sem história nenhuma não sei nem o porque que foi feito. Mas que comentário equivocado este do Fabricio, comparar a doutrina retrógrada de Karl Marx com a doutrina progressista de Jesus parece até piada. A "doutrina" de Jesus no máximo matou centenas, já a doutrina de Karl Marx matou milhões. Na verdade quem sempre ficam ricos explorando o povo, são exatamente os ditadores socialistas no século XX e XXI que são milionários as custas dos outros. Só pra lembrar os socialistas e seus ditares escravizaram mais de cem milhões de pessoas no século XX em campos de contrações e trabalho escravo forçado, enquanto a direita capitalista sempre prezou pela liberdade e a abolição da escravidão. Um exemplo disso foi nos Estados Unidos, quando o partido Republicano que é de direita era a favor da abolição da escravidão e sempre lutou em favor dos direitos negros, enquanto o partido Democrata que é de esquerda eram contra abolição da escravidão e sempre foram antissemitas, fascistas, racistas e queriam acabar com a liberdade e os direitos dos negros. Bom eu vejo que os ditadores socialistas seguiram direitinho o Karl Marx, porque eles censuraram, perseguiram, escravizaram e mataram mais de cem milhões de pessoas no mundo. Como já disse os comentários acima.

14/01/2018 - Rodrigo (27 anos)

  Regular
Denunciar
O filme começa bem, com situações que quebram o tédio (até o momento não sentido no filme) como o xadrez, a bebida, a linda ruiva, a fuga da polícia e a trilha sonora contribui bem para que possamos nos afeiçoar aos personagens. Particularmente me afeiçoei ao Engels (do filme), equilíbrio, razão, beleza e calmaria constante são antagônicas às características de Marx (no filme): cabelo bagunçado, emotivo, preocupação com sua situação. Notem que essas características se correlacionam com burguesia x proletariado; não sei se o diretor fez isso de propósito, mas enfim, o filme começa bem e o filme também termina bem, cenas bonitas, trilha sonora... Porém o meio do filme foi fatídico, o tempo não passava de jeito algum, não havia trilha sonora no meio do filme e foi constantemente de processos históricos que definirei como "burocráticos". A ruiva (esposa de Engels) possui características feministas e me impressiona como em sociedades machistas ela se opõe corajosamente perante as opiniões masculinas, chegando a fumar em um momento do film, estamos falando de 1840 e proximidades; isso era revolucionário. Acho que o filme peca quanto à representação do cotidiano nas fábricas, no qual é brevemente comentado em algumas situações do filme, porém, devia ter mostrado: uma imagem não vale mais que mil palavras? Talvez o diretor achasse que ficaria um filme muito emotivo, mas eu acredito que seria importante. Em resumo, o meio do filme é tedioso; no começo fiquei bastante animado em ver Proudhon, Bakunin e Karl Marx unidos e pensei que o filme seria estilo Gangues de Nova Iorque, história com emoções, mas esse filme, analisando os sucessos de Hollywood, peca drasticamente. No futuro, ou servirá de recomendação por professores ou servirá de discussão entre os comunistas. Ressaltando que não sou comunista, mas já li sim "O Manifesto Comunista" e um pedaço de O Capital (não tive paciência para ler mais) e óbvio que os comentários críticos daqui boa parte não tem nada haver com o filme. Karl Marx nunca pregou a morte de milhões, nem Jesus Cristo, nem Maomé. Jesus veio e disse: "ame o próximo como a ti mesmo" e o que o ser humano fez? Cruzadas? Inquisição? Então o problema não é a ideia e sim, a execução da ideia pelo homem, que adultera visando benefício próprio. Se tivessem lido algum livro de Marx ou mesmo realmente assistido o filme, como eu fiz, não estariam aqui dizendo coisas sem nexo. Infelizmente não posso dizer que o filme é excelente, mas se contar com uma sequência, já que este se chama O JOVEM Karl Marx, o filme 2 poderia ser excelente caso melhorassem a trilha sonora e tornassem mais fluida a história, pois afirmo que Engels (do filme) é um personagem aparentemente valioso para uma sequência e Marx, já é famoso mundialmente. O curioso é que o filme passa boa parte com outros teóricos e filósofos se auto-afirmando como superiores e alguns declarando Marx arrogante, mas agora (em 2018) o mais lembrado de todos aqueles quem foi? Karl Marx.

15/01/2018 - Priscila (22 anos)

  Péssimo
Denunciar
Vendo esse filme eu percebi que o Karl Marx inspirou vários ditadores socialistas como o Adolf Hitler, que pertencia ao Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.

16/01/2018 - Elias (47 anos)

  Péssimo
Denunciar
Com certeza esse foi o pior filme de 2017 muito parado e difícil de engolir porque não tem graça ver a história de alguém tão extremista, antiquado, fanático e radical.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

O Jovem Karl Marx (Le jeune Karl Marx)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.