Share on Google+

Frantz


Sinopse Em uma pequena cidade alemã após a Primeira Guerra Mundial, Anna visita diariamente o túmulo de seu noivo Frantz, morto na França. Um dia, um jovem francês, Adrien, também deixa flores no túmulo. A presença dele logo após a derrota alemã inicia paixões.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Frantz
Título Original Frantz
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem França / Alemanha
Duração113 minutos
Direção
Estreia no Brasil 22/06/2017
Estúdio/Distrib. California Filmes
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Adrien Rivoire
... Anna
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Chanson d'automne ”Poem by Paul Verlaine
Voices by Paula Beer e Pierre Niney
“Une amitié ”Composed & Conducted By Philippe Rombi
Interpretada por Orchestre Symphonique Bel'Arte
(p) 2016 Cristal Records
Label BORIGINAL - Distribution Sony
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


12/06/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando do 14º Festival Varilux de Cinema Francês 2017. Sem dúvida alguma o maior e melhor festival de cinema de um só pais e que rola em nossas tela cinematográficas em junho de cada ano. É o nono filme que assisto nesta modalidade, ou seja, dentro do festival. Este filme é disparado o melhor filme visto por mim até agora no Varilux 2017. Olha! Que filme magnífico! Acontece que já assisti perto de oito filmes dirigidos por este grande diretor francês e de nome François Ozon. E acredito, mesmo sem uma apurada seleção, que este FRANTZ (2016) é o seu melhor filme. O filme na real se ingere na modalidade de melodrama. E que melodrama! Frantz é um filme clássico até a medula! É claro, que pela inteligência do diretor, procurou esta saída para garantir o sucesso de seu filme e assim resgatar seu belo capital empregado na produção. O filme se passa logo após a primeira grande guerra (1914/1918) e se localiza em uma cidade alemã. A obra se sustenta toda ela na procura do perdão de um de seus protagonistas por algo acontecido no transcorrer da guerra. E depois, como todo o melodrama, o sofrimento é marca registrada em todo o seu desenrolar de quase duas horas. O filme plasticamente é notável! Muito ajudado por um belíssima fotografia em preto e branco. Mas que nas horas de felicidade e lirismo, das pessoas, sua cor parte para um colorido que salienta suas belas cores. Tudo isso é um achado do diretor de fotografia, o francês Pascal Marti, colaborador contumaz dos últimos filmes do belo e saliente diretor François Ozon. A trilha musical tem belas músicas clássicas. Já na parte poéticas assistimos lindos poemas do grande poeta romeno, mas radicado na França e de nome Paul Verlaine (1844/1996). Já o que fica mais para as pessoas não afeitas aos detalhes, em sua grande maioria, são os atores principais. Pois vos digo que eles são espetaculares. Em especial seus dois "sofredores" que poderíamos até se chamarem de Romeu x julieta "modernos". Falo principalmente da atriz alemã Paula Beer (21 anos) (uma grande revelação como atriz) com aquela face angelical sobressaindo seus olhos verdes magistrais. Está menina procura tudo que é sorte para ser feliz. Mas a que preço? Só assistindo o filme para podermos entender o seu significado. Mas tem também um ator francês de grande atuação. Falo de Pierre Niney. Com aquele olhar sorumbático e que eu, particularmente, não dava nada. Mas, com sorte, me enganei, para o bem de todos que amam o cinema. Finalizando! Gostaria de dizer que nos créditos finais o diretor OZON presta uma homenagem para um dos maiores diretores DE CINEMA de todos os tempos. Ao lembrar que sua obra foi baseado no alemão ERNST LUBITSCH (1892/1947). Um dos caras que revolucionou O CINEMA, inclusive, na arte do melodrama cinematográfico. Provando sua inteligência o diretor François Ozon procurou imitar um gênio como foi Lubitsch. Este diretor atual e francês não é fácil mesmo! Pois se cerca só de grandes figuras para enobrecer seu trabalho. Cruz credo! E para terminar mesmo! Só acrescendo, infelizmente, que o filme FRANTZ ninguém assisti, mesmo. Com isso não poderei dividir minha emoção, com ninguém, por tão belíssima obra. E depois é filme de produção raríssima EM CINEMA. Por isso o meu entusiasmo como cinéfilo (pessoas que entendem e só assistem filmes em tela grande, ou seja, o popular CINEMA). Mas neste momento tenho que propalar o meu: TENHO DITO!

25/06/2017 - Não-cinéfilo (75 anos)

  Bom
Denunciar
Me lembrou o filme polonês "Ida", embora não haja qualquer semelhança entre as estórias. Talvez por ter sido filmado também em preto e branco, talvez pelo ritmo narrativo tranquilo, talvez pelo tema da busca em ambos ou, quem sabe, por se concentrarem ambos na análise de sentimentos. Grande filme. A propósito, não há um engano no comentário do ilustre cinéfilo Sarmento? Verlaine é francês, nascido em Metz, cidade que pertenceu à Alemanha entre 1871 e 1918, período em que a Alsácia-Lorena, onde fica essa cidade, esteve anexada ao Império Alemão. Reverteu à França depois da Primeira Guerra.

25/06/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Não vi
Denunciar
É claro que vou assistir novamente o belíssimo filme FRANTZ (2016) em uma bem arranjada produção francesa/alemã. Quando tiver sua estreia em minha cidade. Pois incrivelmente não estreio em minha cidade até o momento. Uma capital com mais de 80 salas de cinemas. São coisas de interesse e distribuição que na sinceridade me aborrece discutir. Mas voltei por ter realizado um grande engano. Sempre procuro fazer um comentário bem selecionado. Pois entendo muito (sem falsa modéstia) DE CINEMA e de cultura geral. Mas as vezes me equivoco em certas informações. Realmente errei na informação do poeta francês Paul Verlaine (1844/1896) que realmente é nascido em Metz. Não sei realmente de onde tirei romeno. Mas ao mesmo tempo gostaria de agradecer a intervenção tão pertinente pelo colega acima. E verificar ao mesmo tempo que não é só meus amigos, como por exemplo, o grande Donaldo, que me dão um enorme prazer em ler meus escritos. Tenho outros colegas, qualificados, que fazem o mesmo. Repito! O meu muito obrigado tão bela gentileza! Grande abraço!

28/06/2017 - Donaldo Coelho da Silva (74 anos)

  Ótimo
Denunciar
Grande Sarmento, esse filme é tudo aquilo que você falou, mas, infelizmente, poucos o verão. O que mais me chocou foi aquele diálogo entre os franceses e os alemães quando se estavam discutindo que "o meu filho foi morto por vocês, franceses", quando, na realidade, a guerra é uma carnificina sem pátria, ou seja, nós, com os nossos impostos, financiamos essa loucura que é a matança de jovens tanto de um lado quanto do outro. Recomendo esse filme sem dó, apreciem sem moderação.

01/07/2017 - Henrique Lucio (59 anos)

  Bom
Denunciar
Não gosto de filmes em preto e branco (acho um desperdício rsrs), mas lendo a sinopse, me interessei, até porque adoro dramas, de guerra e suas consequências, mais ainda. A direção de François Ozon (do ótimo Dentro de Casa) é o maior destaque, conseguiu fazer de uma história corriqueira algo sensivelmente envolvente.

07/07/2017 - Robson (58 anos)

  Ótimo
Denunciar
Drama que se passa com temática pós primeira Guerra. Bela produção, trilha sonora, fotografia. Como sempre, a sensibilidade do cinema europeu mantém o ritmo e suspense.

12/07/2017 - Não-cinéfilo (75 anos)

  Não vi
Denunciar
Ilustre cinéfilo Sarmento! Mas eu leio sempre os seus comentários nos filmes que assisto e que você comentou! Faz algum tempo, me pediram opinião sobre trabalho acadêmico que analisava o cinema de Pasolini em "Accattone", "Mamma Roma", "Il vangelo secondo Matteo" e "Uccellacci e uccellini". É pessoa cinéfila, entende demais, falava de planos, de posições da câmera, de técnicas complicadas... Que podia eu dizer? Me limitei ao texto, com algumas sugestões. Não sou entendido em cinema, em técnica cinematográfica. Lendo seus comentários, aprendo um pouco. Nota: há dias que não consulto este site, só consultei hoje e vi seu comentário quando postei um sobre "Poesia sem fim". Fiquei surpreendido, porque esperava seu parecer sobre esse filme. Não passou em sua cidade? Vale a pena ser visto.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Frantz (Frantz)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.