Share on Google+

Moonlight - Sob a Luz do Luar

  (Moonlight)
Sinopse Black (Trevante Rhodes) trilha uma jornada de autoconhecimento enquanto tenta escapar do caminho fácil da criminalidade e do mundo das drogas de Miami. Encontrando amor em locais surpreendentes, ele sonha com um futuro maravilhoso.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Moonlight - Sob a Luz do Luar
Título Original Moonlight
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem EUA
Duração111 minutos
Direção
Estreia no Brasil 23/02/2017
Estúdio/Distrib. Diamond Films
Idade Indicativa 16 anos

Elenco


... Juan
... Terrence
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“EVERY NIGGER IS A STAR ”Escrita por Boris Gardiner & Barrington Gardiner
Interpretada por Boris Gardiner
Remix by Dennis "DEZO" Williams
“Little's Theme ”Escrita por Nicholas Britell
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

27/02/2017 - Nilson Jr. (52 anos)

  Ótimo
Denunciar
Um filme de questões das relações humanas, que quase nunca se verbalizam, um cinema muito mais próximo do contemplativo, que se resolve não no verbo, mas na fisicalidade. Tudo que pode haver de falho é compensado e ancorado em ótimo elenco, esse consegue suprir toda essa carência ao apostar tudo no gestual. O grande valor é uma excelente crítica social, mostrando lado a lado preconceito e violência, paradigmas impostos por um planeta repleto de caos vivendo todo dia com medos aflorando e com cada vez menos luz no final desse túnel, um retrato espelhando a realidade da sociedade atual.

27/02/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de seu lançamento em solo nacional efetivado normalmente em 23.02 passado. Por razões de estratégia só consegui assistir o filme neste dia. Um dos melhores, dos indicados, neste ano. Coisa, que ao contrario de muita gente que escreveu, vos digo que temos, no mínimo, seis filmes, dos nove, que poderiam, tranquilamente, receber o Oscar de melhor filme 2017. Mas isso é assunto para o final de meu comentário. Olha! Grande filme! Obra intimista e que nos faz sofrer com o personagem Chiron em suas três etapas dentro da história. O que é aquele olhar de tristeza que vemos no menino Chiron defendido esplendidamente pelo ator mirim Alex Hibbert. E de deixar a gente triste ao sofrer com ele. Em um roteiro plasmado na solidão do personagem. E que procura dar uma resposta para aquela vida ordinária, tanto familiar como social. E que no fundo tenta, de uma maneira desesperada, dar um reencontro com ele mesmo, mas principalmente com tudo aquilo que cerca nosso "herói". É filme de técnicas altamente visível. Aquela câmera que sempre procura filmar as pessoas (principalmente o protagonista Chiron) de frente e com foco aberto. Permitindo de uma maneira, perfeita e bem realista, captar as emoções das pessoas. Uma obra cinematográfica que chega a ser surpreendente, pois é o primeiro longa deste diretor Barry Jenkins. Mas seguramente é uma obra mais rara, ainda, pois foi baseada em um texto de peça teatral. E com roteiro adaptado e que deu ao diretor o prêmio Oscar nesta categoria. Mas que não ficou um cinema teatral. O cara conseguiu abstrair o teatro e realizou um filme ágil e contundente em suas imagens. Em uma produção modestíssima e que custou. Dizem! Pasmem! Cinco milhões de dólares. Uma "ninharia" perto das grandes produções. Com uma trilha musical sensacional, mesmo. Onde destaco a música CUCURRUCUCÚ PALOMA defendido lindamente, por modestos 20 segundos, pelo "mano" Caetano Veloso. Com um homogêneo grupo de atores onde se destaca Mahershala Ali, principalmente, pelo surpreendente prêmio Oscar de ator coadjuvante 2017. Mesmo com todo meu destaque para uma obra visivelmente independente como Moonlight. Tenho que dizer que ele foi o grande azarão do Oscar 2017. Pois ganhou o prêmio de melhor filme. Todo e qualquer prêmio do Oscar é político. Mas neste ano foi mais político do que nunca. E só por isso deram o prêmio maior para Moonlight e para o ator coadjuvante Mahershala Ali. Tinha outros com melhores chance. A grita da comunidade negra americana no ano passado, deu os frutos, colhidos neste ano de 2017. E sobre aquela confusão na divulgação do prêmio maior na madrugada de 27.02. Tenho a dizer: Vou discordar amavelmente do colega Paulo Nobre. Isto não é "uma vergonha" como você escreveu. Na realidade aquilo foi "um mico" meu caro. Vergonha é como dizia meu falecido pai no século passado. " Vergonha é roubar e não poder carregar". E depois o grande culpado de tudo aquilo foi a troca de envelopes e, principalmente, a confirmação, do erro, por aqueles dois idosos, de quem amo de paixão pelo seu passado cinematográfico, que são Warren Beatty e a Faye Dunaway. Que conseguiram ler. Pasmem! Sem óculos, apesar de suas idades respectivamente de 79 e 76 anos, e anunciaram o filme errado. Mas depois de assistir por quase cinco horas de transmissão de Oscar. Terminou por volta das 02hrs e 15min. De hoje, tudo é e sempre será festa. A festa DO CINEMA norte americano! Eu sempre vou entrar de "penetra" naquilo tudo! Pois sou um apaixonado por toda aquela "palhaçada"! E TENHO DITO!

28/02/2017 - Edilson Borges (51 anos)

  Péssimo
Denunciar
Olha, confesso que fiquei decepcionado, achei que o tema era algo tipo a infância, adolescência de alguém no meio à drogas e violência, um história de superação, mas deparei-me com uma história gay, por sinal muito mal contada e sem nexo, uma porcaria se me permitem dizer, só podem ter errado de novo na escolha de melhor filme, sem lógica.

01/03/2017 - Welinton (37 anos)

  Péssimo
Denunciar
Como esse filme pode ter ganhado um Oscar? Filme chato sem emoção nenhuma aliás sem sal sem nada. Quando acabou várias pessoas com a cara de UAI COMO ASSIM? ACABOU? E O FINAL?

02/03/2017 - Tobias (23 anos)

  Ótimo
Denunciar
Filmes como esse merecem destaque, pois no revelam nossa desumanidade humana...

02/03/2017 - Vinicius (36 anos)

  Péssimo
Denunciar
Filme horrível! Também não sei como isso pode ter levado o oscar. Apesar de o tema ser interessante, a história foi contada de uma maneira muito arrastada. O filme é pouco verbalizado, o protagonista quase não fala. Tudo bem que a intenção seja mesmo esta, a de passar a emoção e a angústia com imagens e expressões. Mas isso tornou o filme muito cansativo e arrastado, e em nada me emocionou. Assisti um dia antes do oscar e, para minha surpresa, quando cheguei em casa vi que a crítica era unânime em elogiar o filme. Por isso, não me surpreendi muito com o oscar de melhor filme. Definitivamente não entendo nada de cinema.

04/03/2017 - Alexandre do Cartorio (46 anos)

  Péssimo
Denunciar
Filme lixo que em vez de abordar o que informa na sinopse, segue uma linha para o lado gay. Academia compensou a falta de negros no último oscar para premiar uma porcaria dessa.

04/03/2017 - Saullo (33 anos)

  Péssimo
Denunciar
Está de sacanagem! Perdi tempo da minha vida!

10/03/2017 - Rudrigui (34 anos)

  Ruim
Denunciar
Olha... O filme até que começou interessante bem oscarizável mesmo... Infância problemática na família, envolvimento das drogas nas comunidades carentes e diversos conflitos com boas perspectivas de desenvolvimento de trama... Mas um pouco menos da metade o filmes começou a desandar pra outro foco e eu não aguentei assistir mais... Infelizmente abandonei.

13/03/2017 - Sandra (53 anos)

  Péssimo
Denunciar
Não devo entender mesmo de cinema, pois esses filmes que ganham o OSCAR nunca são os meus preferidos, com raríssimas exceções ( Ben hur, Poderoso Chefao, O Pianista); pois muitos acho até péssimos, como este agora. Filme parado, no qual, achei um tédio e não consegui termina-lo.

19/03/2017 - Silvia (75 anos)

  Péssimo
Denunciar
Um lixo, pura combinação para dar prêmio. Assistam e não digam que não avisei.

21/03/2017 - Carla (41 anos)

  Ótimo
Denunciar
Esse filme é um soco no estômago. O filme é triste, incômodo, e nós ficamos impotentes diante de tanta crueldade. Não podemos fechar os olhos, o preconceito existe sim, e ficou bem evidente nessa história onde acompanhamos três fases da vida de Chiron. Gostei muito dos atores que fez Chiron (criança e adolescente) e chamou atenção o ator Andre Holland. Super merecido oscar.

23/03/2017 - Igor D (35 anos)

  Regular
Denunciar
Esse filme é muito estranho, não da para classificá-lo como bom ou péssimo, aliás se existisse uma palavra para expressar o bom é ruim, ela seria utilizada para classificar o filme. Um filme extremamente parado, mas mesmo assim tem seu mérito no sentido de prender a atenção do telespectador. Porém até o meio do filme você se pergunta que tranqueira você está fazendo assistindo tal filme? Depois até mesmo de momentos que incomodam quem assiste (e não estou falando da sexualidade do protagonista e sim de um modo geral), o filme passa uma certa confiança, bem rasa, mas passa. Quando você entende o proposito do filme, você torce para um final, que simplesmente não acontece, é o final mostrado é frustrante e simplifica todo o filme = deixa a desejar e é extremamente raso, igual o filme por completo. História arrastada, sem muito apego à nada. Um filme que não deveria de forma alguma ganhar o Oscar, talvez o Oscar de maior decepção poderia ir para ele, qualquer outra categoria não. O ponto forte é apenas que as atuações são boas, que mostra a luta interna de um rejeitado. E que em alguns momentos você presta muita atenção tentando entender tudo, mas na verdade esse "tudo", não passa de nada. Quem quiser assistir. Assista por sua conta e risco, não você com certeza vai amar e detestar o filme ao mesmo tempo, o problema é a proporção de cada sentimento que você vai nutrir pelo filme.

26/03/2017 - Vinicius (24 anos)

  Bom
Denunciar
Eu gostei do filme mais pelas atuações e pelos temas abordados. Trama interessante, mas acho que não é digno de ganhar o Oscar de melhor filme. Não vi os outros candidatos ainda, mas não acredito que este seja o melhor entre eles.

28/03/2017 - Robson (57 anos)

  Bom
Denunciar
Drama nada excepcional para ganhar o Oscar de melhor filme, todavia é um bom filme, com boas interpretações.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Moonlight - Sob a Luz do Luar (Moonlight)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.