Share on Google+

Vida

  (Life)
Sinopse Uma equipe de seis astronautas da Estação Espacial Internacional descobre sinais de vida inteligente em Marte. Entretanto, ao invés de significar um avanço , a investigação acaba gerando consequências inimagináveis para a humanidade.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Vida
Título Original Life
Ano Lançamento
Gênero Ficção
País de Origem EUA
Duração104 minutos
Direção
Estreia no Brasil 20/04/2017
Estúdio/Distrib. Sony Pictures
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Sho Murakami
... Rory Adams
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Let's Get It On ”Escrita por Marvin Gaye e Ed Townsend
“Spirit in the Sky ”Escrita por Norman Greenbaum
Copyright 1970 Great Honesty Music
Used

Trailer



Comentários


20/04/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Ruim
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta tarde, quando da estreia em seu primeiro dia e igualmente na primeira sessão. Olha! Que filmezinho mais lamentável "cidadão brasileiro". É obra!? Que até inicia bem com um clima de filme espacial altamente sugestivo. Mas que com o passar do tempo nos damos conta que é uma cópia de outros filmes clássicos vistos no século passado é até neste. É daqueles que os cinéfilos (pessoas que só assistem ou só vão assistir filmes EM CINEMA) "no século passado" chamavam de "colcha de retalhos" pois é uma copia descarada, e sem criatividade alguma, pois se fossem realizados por pessoas inteligentes até colocariam o "seu molho" pessoal. É cópia de 2001 (1968) do mestre Kubrick, pelo bale no espaço, do Allen, o 8º Passageiro (1979) de Ridley Scott, por imitar um alienígena vindo de fora e um filme emblemático chamado Gravidade (2013) do mexicano Cuarón. Depois de tudo isso posso dizer que o filme deveria chamar-se de Allen, o 7º Passageiro (quem tiver o desprazer de assistir vai entender). Pela cópia propriamente dita. Mas o mais triste é que criou está coisinha foi os roteiristas Rhett Reese e Paul Wernick. E Pasmem! A aludida dupla foi a mesma do bom Deadpool (2016) e que realizei um comentário vibrante para o site IF em 11.02.2016. É dose "para mamute"! Como elementos como estes podem assinar um roteiro absolutamente pouco criativo (para não dizer outra coisa e entrar no lado ofensivo). Enfim! Este é daqueles filmes que assisto, até a exaustão, os trailers NO CINEMA. Pelo simples fato que não saio das salas de tela grande. E com isso criei um bela expectativa. Triste e lamentável engano! Cruz credo!

20/04/2017 - Rene (45 anos)

  Ótimo
Denunciar
Olha acabei de assistir no cinema Life e que filme legal. Apesar de ser uma quase cópia de Alien o filme é muito bem feito e tem cenas de arrepiar e que te deixa tenso do início ao fim. Nossa o que é aquele Alien, que agonia e a gente fica na tensão de saber como ele vai aparecer e em que forma. O final do filme é inesperado e pensei "caramba e agora", nossa demais. O elenco está super bem, bem eclético e eficiente, com ótimas atuações de Jake Gyllenhaal e Rebecca Fergunson, enfim todo elenco. Enfim Life foi uma surpresa para, apesar de ser repleto de clichê, é um filme que diverti, nos prende e não deixa de ter uma identidade própria. Filmaço.

21/04/2017 - Rudrigui (34 anos)

  Bom
Denunciar
UOOOUU... OLHA... GOSTEI DESSE FILMINHO... Prendeu minha atenção... E quando eu pensei que ia rebaixá-lo ele me deu uma ponta de satisfação... NO CREIO que o nosso mestre dos magos Sarmento com seu coração desprendido não dê no minimo uma nota BOM pra essa VIDA... Tão pouco apostaria que o seu grande discípulo com criticas acima da media Paulo Nobre também não haja com a misericordia de uma Nota BOM... Apostaria nessa tendência sem sombra de duvidas... Valendo um chaveiro dos velozes e furiosos 8... Enfim, VIDA é simplesmente um Remake não oficial da produção de 1979 do tremendão Alien - O 8o Passageiro. VIDA bebe muito na fonte de Alien, usando a mesma construção de roteiro, número pequeno de personagens e o espaço confinado e apertado da estação espacial para passar aquela sensação opressora de claustrofobia. Contudo, ele também é um filme contemporâneo, feito para a galera de hoje. Logo, ele é extremamente acelerado em seu ritmo, sem tempo para construções de clima e ambientação, o que imediatamente manda qualquer atmosfera possível de terror (incluindo a que poderia ser causada pelos lugares fechados) para o espaço. O trocadilho foi intencional. Os personagens não são desenvolvidos, o que faz com que você não se importe com eles. Não curti o visual da criatura, muito pouco inspirado. Mesmo com alguns percalços, a película é movimentada o suficiente para garantir a diversão, e olhando pelo prisma como se fosse uma homenagem ao clássico Alien, porém sem levá-lo muito a sério, dá para considerá-la como entretenimento simpático, mas que poderia render mais. No geral, Vida não é um grande filme, mas é bacaninha o suficiente para valer uma assistida por todos aqueles que apreciam a mistura entre terror e ficção científica. E pelo seu bom e caprichado visual, vale a pena ser visto na super tela grande do cinema (o único tubo televisivo da sétima arte assistido pelo nosso ídolo Sérgio Sarmento).

21/04/2017 - Paulo Nobre (60 anos)

  Bom
Denunciar
Cheguei 15 minutos antes para a primeira sessão e o cinema já estava liberado para entrar. Como estava sozinho pensei vou acessar o site do IF e ver se alguém já viu o filme e opinou. Para minha boa surpresa (às 13:25h de hoje) tinham três comentários sobre o filme, nessa ordem: do Grande Mestre Sarmento, do Rene e do grande Rudrigui. E na realidade os três resumiram bem o que senti em relação ao filme. O Sarmento e aliás todos os três são cuidadosos em relação a nunca "contar o filme", mas como sou macaco velho e vi os três filmes, que o SARMENTO mencionou, em LOCO (entenda no cinema), já sabia o que o filme iria proporcionar. Nesse sentido os roteiristas deixaram a desejar e portanto o filme, na minha opinião, não poderia ser MUITO BOM (não tem no IF) e nem ÓTIMO. Por outro lado, como o Rudrigui mencionou bem, a narrativa é mais acelerada, que de certa forma agrada muito aos jovens de hoje e agradou o idoso de hoje (eu). Já perguntei a muitas pessoas mais novas se elas gostaram de "2001 uma odisséia no espaço" (Vi em 1969, com 12 anos com meus pais. Naquele tempo os lançamentos não eram simultâneos) e muitos já me disseram que acharam o filme "muito paradão". Agora, realmente "Alien" (outro título no EUA foi Star Beast e no Brasil o filme teve o título"Alien, o Oitavo Passageiro"), esse tem opinião unânime até da garotada atual (que só viu o filme depois), que se trata de um filme muito bom e tenso. Outra coisa que concordo com o que foi dito é que o trailer gerou uma expectativa, que na realidade não se concretizou, de que o filme seria ÓTIMO. Mas, apesar de tudo, achei o final relativamente bom e diferente do que imaginava, porém dentro da realidade atual das obras cinematográficas. Já ia esquecendo Rudrigui; me chamar de discípulo do Sérgio Sarmento foi um grande elogio. Penso, que todos nós, que fazemos comentários com relativa frequência ou até mesmo só lemos os mesmos, acabamos sendo um pouco seus discípulos. E como sei, que nem o SARMENTO e nem O RUDRIGUI fogem de perguntas e voltam para responder e com isso complementando com mais esclarecimentos e conhecimentos pergunto:Vocês acham que teremos mais uma franquia:VIDA 2, VIDA 3... VIDA 100? Pelo Sarmento, penso que não deveria ter tido nem o VIDA ZERO, mas será que com novos roteiristas, conseguiríamos ter uma continuação melhor? Com a palavra...

22/04/2017 - Lucia Maria Miranda (64 anos)

  Não vi
Denunciar
... Agradeço demais e de todo coração a todos esses comentários alocados aqui, haja que lendo esse e lendo mais aquele eu já consigo apreender afinal de contas o que deve ser visto ou não visto, sendo que o visto é dúbio, mas inconteste que alguma coisa pode ser salva. De qualquer modo, apreendendo o suficiente sobre tudo que é dito e o ótimo anda bem raro por aqui, vou continuar na mesma de antes ou seja, em casa, no recesso tranquilo do meu lar e no presente momento lendo os contos de Poe, afinal, reza o sábio ditado de que melhor romaria faz quem em suas casas fica em paz. Por melhor ângulo que possam entrever o filme quer seja pelo roteiro, pelo diretor, pela fotografia, trilha sonora, atores, etc, de qualquer modo, pelo andar da carroça, eu vou continuar com meus livros, além de Poe, ora graças, ainda tenho 1100 páginas de Lovecraft para ler o que é ótimo, visto que tão cedo, se me parece, não haverá um longa que me extasie de tal modo a ponto de sair correndo para assistir.

22/04/2017 - Sidney (25 anos)

  Ótimo
Denunciar
E o tema especial continua acertando em cheio, uma ficção com suspense na medida certa. O ritmo frenético e a boa trilha sonora colabora muito. O bom elenco ajuda também. Muito bom!

22/04/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Não vi
Denunciar
Olha! Não assisti e não pretendo assistir coisa tão abjeta como é este filme VIDA deste sueco, mas de ascendência latino americano, mais precisamente chilena, que é o Daniel Espinosa. Dele só chegou três filmes EM CINEMA no Brasil. O melhorzinho foi Protegendo o Inimigo (2012) e com comentário meu no IF de 19.03.2012. E os demais é claro, assisti nestes santuários que por enquanto, ainda, chamamos DE CINEMA. Sempre escrevo assim mesmo: ENQUANTO PODEMOS CHAMAR DE CINEMA. Pois meus amigos e em especial o Donaldo, o Paulo Nobre e o "noviço" Rudrigui. Pois gente! O CINEMA assim como é atualmente vai terminar. E depois ele vem "teimando" em sobreviver. Eu comecei assistir CINEMA na rua. O SESI, naquela época (uma vez por mês) em meu bairro, erguia uma "tela branca" e em uma KOMBI, ou coisa parecida, com um maquinário apropriado e passava aquela "delicia" de filme para nós sentados em cadeiras "de pau" que trazíamos de casa. O programa sempre ou na maioria das vezes era de aventuras. Que coisa boa era tudo aquilo. Que saudades! Quando "mais grandinho" já tinha idade para ir e conhecer "o cinema de calçada". Para finalmente virar estes cinemas modernos de Shopping. Totalmente impessoal! Mas o que fazer? Era assim ou morria as salas de cinemas. Pois os CINEMAS "de rua". Muitos gigantes (na minha cidade tinha o cinema CASTELO com mais de dois mil lugares. Sim! Eu disse mais de dois mil lugares). E foram fechando gradativamente por não ter mais publico para assistir seus programas. Mas depois disso tudo gostaria de dizer que voltei para responder ao Paulo Nobre e "por tabela" ao Rudrigui. Pessoa esta de uma "verve" espantosa na sua espiritualidade. Não tenho dúvida que o texto deste rapaz (desculpem-me palavra tão obtusa (rsrsrs) mais deslocado e criativo de todos os que escrevem para o IF. Na grandíssima (essa é muito grande mesmo!) maioria das vezes não concordo com sua opinião sobre os filmes comentados. Mas, mesmo assim, me cativa muito seus comentários sempre pontuados de ironias e de um sarcasmo que me lembram muito os textos do lendário, do imortal e ótimo Millôr Fernandes. Para mim, sem brincadeiras, o Rodrigui é o Millôr redivivo. Por isso Nobre, o colega quando diz que você é meu discípulo, ele não quis ofender sua pessoa. Mesmo porque não tenho pretensão alguma de ter alguém como meu discípulo. Com exceção, é claro, da minhas duas netinhas. Pois faço questão absoluta de deixar para elas. Minha coleção de CDs, DVDs e de livros. Alguém tem que gostar disso tudo, pois seria horrível pensar que "rico" material seria vendido para alguma casa que compra e vende cultura "usada". Cruz credo! Ah! Sobre o filme 2001 (1968) e os demais que citei em meu comentário. Seria desnecessário dizer que assisti todos NO CINEMA. Inclusive 2001 que você escreveu. Assisti em 1969 com 15 anos e lembro que era a inauguração do cinema ASTOR de minha cidade. E a propaganda era assim: Assista 2001 no esplendoroso e nunca visto 70mm. Que era uma tela, para esclarecer aos mais novos, muito semelhante no hoje IMAX atual (claro que sem a parafernália de som que temos hoje). Pois os filmes até então eram em sua maioria em 35mm. Portanto no final dos anos 60, em minha cidade, tínhamos "uma tela grande" que era o dobro das normais. Tudo era muito romântico naquela época! Por isso a coisa era sensacional. A gente realmente vivia uma vida mais sentimental. Mais humana em relação ao sectarismo e a ditadura, a "governança!", das maquinas em nossa sociedade atual. Mas também não vou me furtar em dizer. Acredito que não teremos mais filmes VIDA. Pelo simples fato que esta "coisinha" atual e que para minha surpresa você Paulo Nobre deu BOM, foi um fracasso nas bilheterias. E depois é filme, pois o trailer engana muito e eu sou testemunha ocular disso tudo, não tem nada que cativa os espectadores. Até o mostro alien Calvi não tem simpatia, não tem carisma alguma ou coisa que o vale. E depois disso tudo que escrevi. Veremos em 11.05.2017 a volta do verdadeiro filme: O chamado ALIEN: COVENANT de Ridley Scott o "pai" de todos os alien desde 1979. Portanto e desejando bons filmes, "discípulo" PAULO NOBRE, me despeço para nos encontrar em uma nova resenha que poderá ser logo ali. E depois e sempre estou a procura do melhor filme de minha vida. Coisa que espero demorar a encontrar. Podem ter certeza!

23/04/2017 - Maria Teresa (33 anos)

  Bom
Denunciar
Como entretenimento vale o ingresso. A trama copia/cola todos os clichês do gênero, mas o que realmente importa é que não me senti entediada. Gostei. Visual bonito, mortes (principalmente a primeira) impressionantes. Final me lembrou o episódio do césio 137, em Goiânia, ou seja a curiosidade ou ganância matam. Vamos lá turma, nem todo sexo termina em orgasmo assim como nem toda sessão de cinema precisa ser obra-de-arte. Amigos para sempre.

25/04/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Não vi
Denunciar
Olha! Jamais "sonhei" em voltar novamente para comentar em um espaço de um filme tão mequetrefe como VIDA. Mas voltei por ter sido alvo de uma critica tão corrosiva como a que foi postada logo acima da minha. Ainda mais vinda de uma pessoa tão amável e que respeito por jamais ter atacado colega algum por ter uma opinião contraria a sua. Mas principalmente por sempre ter se mantido "na sua" e ter feito, convenhamos, bons comentários sobre alguns filmes que por ventura assistiu. Digo isso, pois que sou alvo de seu comentário por ter a única opinião, e contrario a sua, e que deplorou o filme e dar um RUIM (em maiúscula mesmo). E depois ao longo dos meus quase 60 anos de cinéfilo (pessoa que sempre assiste filmes EM CINEMA, não sei até quando resistirei) nunca entrei em um CINEMA pensando em assistir uma obra-de-arte. Cruz credo! Longe de mim! Vou sempre ao CINEMA mais por prazer do que outra coisa. E com isso sempre penso que o sexo sempre vai terminar em orgasmo. Pois se pensasse ao contrario jamais me seria permitido fazer sexo por sexo. Cruz credo! (novamente, cruz credo!). Mas a vida. Concordo! Não é "um mar de rosas"! E com certeza sempre vamos ter opiniões, de qualquer pessoa, e por mais decepcionante, em contrario da nossa. Por isso quando acontece estas coisas lamentáveis por não esperarmos. Só nos resta, necessariamente, relaxar e se possível sentir prazer para não ficar, assim, tão ruim (cruz credo!). Mesmo que em respeito a quem sempre acreditamos e sempre confiamos em sua NÃO recaída. E por fim só me resta dizer com todo o amor e compreensão! E gostei (aliás a única coisa que gostei)... " Amigos para sempre ".

26/04/2017 - Maria Teresa (33 anos)

  Não vi
Denunciar
Peço desculpas se meu comentário foi ultrajante. Não foi minha intenção.

26/04/2017 - Rudrigui (34 anos)

  Não vi
Denunciar
Grande Paulo Nobrissimo! Você despertou o "monstro" do conhecimento cinematográfico... O GODIZILA das criticas de filmes... O SERGIAO que tem fã clube do iapoque ao Chuí... Olha esse filme rendeu mais pra apreciarmos os textos do nosso oráculo maior que sem dúvida foram muito mais legais que o próprio dito cujo filméco... Hehehe... Teve momentos que corri para o pai dos brutos cibernéticos (guglis) para degustar e desvendar alguns vocabulos que o mestre sarmento apontou em seu cerne literario... As vezes me pergunto se esse jovem senhor destrói tanto nos cinemas como nos livros em geral... O CARA É BÃO DEMAIS... Rsrsrs... Pronto galera... Meu momento exclusivo rasgação de seda com orgulho finaliza para responder a solicitação intransponível do Paulo: acho que tentaram VIDA 2 como uma redenção... Mesmo com a bilheteria zicazira... E a partir daí ser o ponto da virada... Ou pra lata de lixo ou pra glória do vida 7 veloz e impiedosa. Se seguir a máxima das continuações com a exigência de serem um apocalipse ao cubo em relação a versão anterior promete o monstro se transformar na cara do Ronaldinho Gaúcho amarrado de cabeça pra baixo levando xibatada nas costas e chutando limão... Coisa linda de se ver... Monstro doideira mesmo... Não essa "coisinha"... Ai ai (suspiro) vidinha... Pra fechar... Prometo não escrever mais... Que honra receber o elogio do meu ídolo Sarmento... Millô... Mostrei pra minha mãe, pra minha mulher, pra minha ex diretora do Colegial, pro gerente do meu setor e pro time de futebol que jogo todas os sabados... Felicidade essa que não conseguir conter... Rsrsrsrs... Honraria que não possui palavras pra agradecer e ao mesmo tempo me recolher a minha insignificância perante o conhecimento dos senhores... Abraço meus amigos e continuem nos dando o prazer dos seus maravilhosos comentários.

28/04/2017 - Danielsnes (26 anos)

  Regular
Denunciar
Achei razoável a história toda, possui várias cenas sem sentido e o finalzinho cômico.

01/05/2017 - Alan Oliveira (29 anos)

  Não vi
Denunciar
Eu estava pensando em assistir no cinema, mas ao ver o comentário do Rudrigui, desisti. Ritmo acelerado e sem desenvolvimento de personagem, não dá. Realmente é filme para quem não se importa com uma boa história construída. Que pena! Vou ter que apelar pra minha lista de filmes que tenho em casa...

22/05/2017 - Fábio (39 anos)

  Não vi
Denunciar
Obrigado Sérgio Sarmento, sempre perfeito em suas análises, me salvou de uma bucha!

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Vida (Life)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.