Share on Google+

O Clube

  (El Club)
Sinopse Um grupo eclético de sacerdotes convive com Mónica, uma freira, em uma casa na costa chilena. Quando não estão orando e expiando seus pecados, eles treinam seu cachorro para a próxima corrida. O que será que os levou até ali, praticamente no meio do nada, onde o vento sopra forte frequentemente? Quando um novo sacerdote muda-se para lá, um homem começa a lhe fazer fortes acusações. Sua voz aumenta mais e mais até que um tiro soa. O padre evita as acusações dizendo ser suicídio. A igreja envia um investigador, mas será que ele realmente tem a intenção de descobrir a verdade ou apenas garantir que a aparência santa seja mantida?

Share on Google+

Informações


Título no Brasil O Clube
Título Original El Club
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem Chile
Duração98 minutos
Direção
Estreia no Brasil 01/10/2015
Estúdio/Distrib. Imovision

Elenco


... Sandokan
... Hermana Mónica
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“First Suite for Cello, Op. 72”Escrita por 'Benjamin Britten'
Interpretada por 'Robert Cohen'
“Cello Suite No. 5 in C minor BWV 1011: IV Sarabande”Escrita por 'Johan Sebastian Bach'
Interpretada por 'Robert Cohen'
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


03/10/2015 - Sérgio Sarmento (62 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti nesta manhã NO CINEMA em uma sessão especial quando do lançamento do filme em circuito nacional. Olha! Filme sensacional! Uma das grandes obras do CINEMA (em maiúsculo mesmo) sul americano. Para mim esse filme é a maioridade artística e criadora do jovem e genial cineasta chileno chamado Pablo Larraín de menos de quarenta anos. E ao que me consta vem coisas boas para o futuro inclusive uma obra chamada Neruda (2016). Mas antes temos que falar da realidade demais uma obra prima dele. Se o diretor quis fazer um filme e com isso causar impacto. Com certeza ele conseguiu. Prestem atenção! Pois é um filme "pesado" mas no sentido de ter que prestar a atenção. Sobretudo em sua temática bem atual. É um filme " que espia " de forma magistral uma Igreja Católica atrasada e decadente em seus mais de 2 mil anos. Não podemos nos enganar o filme faz um belíssimo estudo sobre a pedofilia e seus significados entre os padres. Mas isso é apenas "um fiapo" de toda uma engrenagem muito maior dos problemas do catolicismo. O filme no fundamental trata da ética, da moral e culpa desta gente. Do crime e do castigo, mas principalmente o perdão. Uma das coisas mais chegada ao atraso constitucional de toda a Igreja Católica ao longo dos, repito, últimos 2 mil anos. Mas aquele " clube " a beira mar e no meio do complexo habitacional daquela cidade litorânea é um dos grande achados do diretor. Pois aquilo mais parece uma prisão. Mesmo porque aqueles padres de uma maneira ou outra participaram de algum " crime " e devem ser punidos, mas principalmente escondidos do meio social. E tudo isso é mostrado de uma maneira bem curiosa. Pois os personagens do filme são sempre filmados contra a luz. Dando a sensação de escuro e na presença de pouca luz em cena. Com isso, o filme em si, tem uma escuridão bem flagrante. Para tornar uma produção acima da media o diretor contou com atores marcantes. Falo de um Alfredo Castro que acompanhou o cineasta em seus últimos filmes. Principalmente da trilogia sobre o governo do general Augusto Pinochet que são Tony Manero (2008), Post Mortem (2010) e No (2012). Da atriz Antonia Zegers e outros grandes atores chilenos. Enfim! É filme realizado para ser interpretado e não só "olhado". Portanto é obra de " gente grande " que tem compromisso na discussão dos problemas, na Igreja do Santo Padre, o Papa Francisco. Aliás, e com todo respeito, sugiro Sua Santidade assistir um filme como esse. Pois temos a mais absoluta certeza que ira ajuda-lo na modernidade de uma instituição secular ao longo de todos estes anos. E com toda a certeza em um enorme atraso na maioria de suas premissas. Desta vez e em respeito aos seus longos anos de doutrina (mesmo que muitas em flagrante decadência) NÃO vou terminar meu protesto de afirmação com o: Tenho Dito!

04/10/2015 - Maria Teresa (33 anos)

  Ótimo
Denunciar
Um dos filme de maior impacto emocional que já assisti nos últimos anos, por isso tenho uma enorme dificuldade em descrevê-lo nesta resenha. O filme tem como tema a pedofilia dentro dos "porões" da Igreja Católica. Não é um filme fácil: é indigesto, incomodo, um soco no estômago. Há uma direção segura, a iluminação do filme parece retratar o limbo onde se encontram as personagens, o roteiro enxuto, brilhantes interpretações, ótimos diálogos e a fala de Roberto Farias, logo no início da projeção, é um retrato doloroso da destruição de um ser humano. E a trilha sonora desenha os estados de alma de cada personagem. Doloroso, triste, lindo.

01/11/2015 - Não-cinéfilo (73 anos)

  Regular
Denunciar
Em muitas sociedades, o desejo de homens mais velhos por rapazes não recebe destaque como na sociedade ocidental. Chamada agora de pedofilia (palavra oposta a pedofobia, horror a crianças), talvez impropriamente, porque nem sempre o interesse por menores tem conotações sexuais, a pederastia tem sempre acompanhado as culturas humanas, dos tempos bíblicos, passando pela Antiguidade Greco-Romana, até a época atual. A Igreja tem tratado o tema com relativa sabedoria, porque, antiga como é, sabe que isso está entranhado na nossa humanidade mesma. Não tem, por isso, punido com fúria inquisitorial. O filme é oportunista, porque a evidência do tema tem relação com as denúncias que envolvem o clero católico. Para mim, faltou ao filme dar ao tema uma dimensão que ultrapassasse os pecados do clero e abrangesse a própria humanidade. E também sugerir que tudo isso tem relação com as armadilhas ou os labirintos que o homem inventa para se autoflagelar, como no caso do excelente filme "O julgamento de Viviane Amsalem".

16/05/2016 - Henrique (58 anos)

  Ótimo
Denunciar
Mais um filme sobre o homossexualismo e pedofilia dentro da igreja católica, porém esse é um filme chocante, com diálogos chocantes numa história que chega a dar arrepios, sou católico e penso, será que isso só acontece na igreja católica, talvez devido ao celibato sacerdotal?

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

O Clube (El Club)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.