Share on Google+

Fome de Poder

  (The Founder)
Sinopse A história da ascensão do McDonald's. O filme vai retratar como o vendedor Ray Kroc adquiriu um restaurante dos irmãos Richard e Maurice "Mac" McDonald, no sul da Califórnia, e o transformou em um império alimentício que serve cerca de 68 milhões de clientes todos os dias. A trama ainda deve abordar como Kroc conseguiu manobrar a situação de forma que os irmãos perdessem o direito a franquia de fast food.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Fome de Poder
Título Original The Founder
Ano Lançamento
Gênero Drama
País de Origem EUA
Duração115 minutos
Direção
Estreia no Brasil 09/03/2017
Estúdio/Distrib. Diamond Films
Idade Indicativa 10 anos

Elenco


... Ray Kroc
... Dick McDonald
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Mister Tap Toe ”Escrita por Rich Dehr (como Richard Dehr), Terry Gilkyson, Frank Miller
Interpretada por Doris Day with Paul Weston e his Orchestra e The Norman Luboff Choir
“I'm Not Like I Used To Be ”Escrita por Robert Shad
Interpretada por The Dixieaires
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

09/03/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Bom
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de seu lançamento nacional efetivado no dia de hoje. Olha! Bom filme! Mas nada de coisa, muito ou pequena ou grande ficando, em termos, a meia boca. É mais um filme que mostra como o sistema capitalista eleva seus elementos ao seu maior posto. E que para isso fazem de tudo. Mesmo "vendendo a própria mãe". Sempre quis saber como uma empresa vendedora de alimentos poderia crescer tanto como as lojas McDonald. Pois esta obra, provando que cinema é cultura, mostra tudo isso. O filme é de época e se inicia em 1954. Quando dois vendedores Dick e Mac McDonald fundam uma loja "fundo de quintal" (McDonald) para vender alimentos rápidos. Mas na real quem surge e eleva tudo aquilo é o Ceo da empresa representado pelo magnífico ator Michael Keaton. Em um papel de um cinismo espetacular. É claro que ele, como ator, já tinha realizado aqueles cacoetes representativos em outros filme e em especial Birdman onde concorreu ao Oscar de melhor ator. E perdeu para um ator chinfrim que "me recuso" a dizer que é o "pipoqueiro" Edie Redmayne. Mas o filme Fome de Foder tem uma belíssima trilha sonora. Reconstituição de época boa. Mas é obra que não podemos dar uma coisa melhor que bom, e olhe lá, pela total inoperância do diretor John Lee Hancock que faz um filme bem acadêmico em um gênero que deveria ter mais enérgico. Ter uma garra bem maior do apresentado.

10/03/2017 - Lucia Maria Miranda (64 anos)

  Bom
Denunciar
... Bom, esse filme é talhado para quem gosta de fato de correr atrás do prejú, visto que para haver sucesso no mais das vezes é preciso persistir, é preciso não esmorecer, não cansar e não desmotivar. O longa mostra com clareza espantosa como de fato viver em sociedade é preciso ter lastro e ter aparência, você é o que veem, você é o que mostra e claro está que lanches Kroc não fica assim muito bonito > vamos lá no Kroc? Artistas famosos e badalados se formos ver a RG com certeza de que levaremos um baita susto porque, quem sabe, Jeanne ou Rick se chamam na verdade é Joana e Ricardo. E aglutinando aquilo que é tem melhor aparência com sagacidade e persistência é mais do que provável de que uns 75% irão vencer e chegar lá mesmo que não seja assim de modo tããããooo honesto, todavia, reza o antiquíssimo ditado de que o mundo é na verdade dos mais espertos! Ah sim, Keaton está imperdível nesse filme, ele convence como o Kroc!

11/03/2017 - Nilson Jr. (53 anos)

  Bom
Denunciar
Um conto real e um tanto desconhecido, sobre a história da fundação do Mc Donalds. Mais uma vez o capitalismo e a publicidade se unem para dar a forma mais plena do american way: a ideia de que ir ao fast food pode ser um evento-família tão edificante quanto o almoço caseiro de Ação de Graças. Todo marketing das hamburguerias americanas historicamente deriva dessa noção de que o fast food nasce de costumes, de coletividade, e não de conveniências da industrialização. Mostra a realidade já conhecida e maquiada do "sucesso" e "meritocracia" capitalista, onde quase a totalidade dos grandes empresários são pessoas inescrupulosas, extremamente ambiciosas, egoístas e outros adjetivos não menos nobres. Um desempenho admirável de Keaton, falante e acrobático, uma figura que se equilibra entre a antipatia e o fascínio. Daria muito bom, mas como o IF não me dá essa opção...

12/03/2017 - Paulo Almeida (37 anos)

  Bom
Denunciar
A história do McDonald's é digna de um grande filme, mas não foi o caso nesse The Founder. O filme é bom, apesar dos personagens secundários terem sido mal desenvolvidos. E se tivesse sido dirigido pelo David Fincher (que fez um grande trabalho com o filme A Rede Social) seria uma obra prima, com certeza.

14/03/2017 - Lucas Fera (20 anos)

  Bom
Denunciar
Olha, bom filme. Michael Keaton dá um show de atuação no papel de Ray Kroc interpretando uma pessoa falsa, manipuladora e ganancioso. Infelizmente ainda existe pessoas que se dão bem na vida agindo de tal maneira. Enfim, deu até vontade de comer um hambúrguer com fritas e refri, mas aí eu lembro do preço do combo e fico passando vontade mesmo.

18/03/2017 - Donaldo Coelho da Silva (74 anos)

  Não vi
Denunciar
Grande Sarmento, como é mesmo o nome do filme? Vide final do seu comentário. Rsss.

19/03/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Não vi
Denunciar
É, grande Donaldo. Realmente me enganei com o nome do filme. É questão de dedo! Coisa simples! Mas que só percebi após sua verificação. Mas isso de maneira alguma vai tirar o brilho da obra FOME DE PODER. Mas principalmente um comentário que sempre procuro dar o meu melhor de mim para que "a coisa" funcione de boa maneira e a contendo. Mas independente de tudo isso o filme em questão é bem interessante e nos dá uma belíssima visão de como o sistema capitalista funciona. Mesmo dentro de uma sociedade democrática (por mais que "se torça o nariz" e por mais imperfeita que seja) como é a norte americana. Mesmo que eu, em particular e acreditando há muitos anos, que as melhores sociedades democráticas e humanas do Mundo são as do bloco da Escandinávia. Situadas ao norte da Europa. E em especial. Diria mais! Em especialíssima! A sociedade sueca. Até " brinco" com meus amigos espíritas para que me ajudem, após minha passagem "por aqui", e quando de minha volta para Terra. Que me coloquem na Suécia. Pois passei muito trabalho em uma nação "bem devagar" (digo assim para não ser tão drástico e insatisfeito) como é o nosso Brasil. Donaldo! Afora isso, desejo boas leituras, e que continue me ajudando a sempre fazer o meu melhor comentário cinematográfico de todos que já realizei em qualquer data. Um forte abraço por quem cativas!

27/04/2017 - Henrique (59 anos)

  Bom
Denunciar
Que interessante!, conhecer sobre a origem de um dos maiores restaurante fast-food, jamais saberia que um obstinado deteria o nome dos verdadeiros McDonald. Meu filho na sua adolescência, trabalhou no McDonald durante 5 anos e posso assegurar sobre o bom profissionalismo e principalmente a maior contribuição deles para os jovens funcionários são os princípios sobre a organização, pontualidade relacionamento etc. John Lee Hancock um bom diretor (assisti a quase todos os seus filmes, que não são muitos) acertou e Michael Keaton, mesmo não sendo muito seu fã, impressiona na interpretação cínica e obsessiva de Tay Kroc.

04/05/2017 - Robson (57 anos)

  Bom
Denunciar
Boa produção que mostra o início e o crescimento do Mac Donald´s. Não deixa de ser também uma história de superação. Vale a pena.

10/06/2017 - Thalys (25 anos)

  Bom
Denunciar
Persistência e muita ganância, o filme mostra um lado negro dos americanos, que é o lucro acima de tudo. Mas tirando nisso é fantástica a história, gostei.

12/06/2017 - Kassio Freitas (20 anos)

  Bom
Denunciar
Uma história que valia a pena ser contada, interessante, mas faltou algo, não sei dizer o que, mas o filme falta algo que prenda do começo ao fim, mas a história em si é bem contada e os interpretes estão bons em cena.

27/06/2017 - Alessandro (33 anos)

  Bom
Denunciar
Vale a pena conferir este filme, muito bom!

15/07/2017 - Paulo Nobre (60 anos)

  Bom
Denunciar
De fato, foi muito interessante ter visto esse filme e poder conhecer a história de como se cria um império. Fiquei surpreso, mas não espantado com o caminho trilhado por Ray Kroc (Michael Keaton), afinal o capitalismo selvagem é isso mesmo. Vale tudo, até vender a própria mãe para se obter sucesso e poder. As interpretações de Michael Keaton, Nick Offerman e John Carroll Lynch forma muito boas. A reconstituição de época, também me agradou muito. E só para constar, detesto esse tipo de "comida" (Junk Food), se dependesse de mim Ray Kroc não teria enriquecido. Mas, americano come mal mesmo, né? Não é à toa que o povo americano possui a maior quantidade de obesos do mundo. O filme VALE A PENA!

18/07/2017 - Scoobysnnax (39 anos)

  Ótimo
Denunciar
Aêêê cara***! Esse sim é um filme que deveria ter indicações ao Oscar, e de melhor filme especialmente! E até faturar! E olha que os produtores perseveraram por isso, até adiaram a data de lançamento do filme pra ele ter chance de receber indicações. Pra no final... Nada! O duro é saber que umas porcarias de Lalaland e A Chegada receberam mil indicações. Afffff. Mas enfim, o filme empolga, nos mostra lições de empreendedorismo, diversas reflexões enfim. Hoje o Mc é grande, mas se fosse depender dos criadores legítimos, teria sido apenas um botequinho local. Então é legal fazer essa reflexão, de como pode ser diferente o caminhar de uma empresa, de acordo com a ambição, a ousadia de quem está no comando.

22/07/2017 - Rene (45 anos)

  Bom
Denunciar
Olha bom filme que mostra o capitalismo imperando e como pessoas podem ser implacáveis para conseguir o que querem. O filme não tem nada espetacular, apenas um bom filme, mas esquecível. É interessante ver como foi o crescimento da franquia e o que Rot Kroc fez para atingir tal fortuna. A atuação de Michael Keaton é convincente, mas no geral é um filme que com o tempo será pouco lembrado.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Fome de Poder (The Founder)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.