Share on Google+

Z - A Cidade Perdida

  (The Lost City of Z)
Sinopse A incrível história real do explorador britânico Percy Fawcett (Charlie Hunnam), que viaja para a Amazônia no século XX e descobre evidências de uma civilização avançada desconhecida que pode ter habitado a região. Depois de ter sido ridicularizado pelo corpo científico que considera as populações indígenas como "selvagens", Fawcett está determinado a retornar à sua amada selva e provar seu caso.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Z - A Cidade Perdida
Título Original The Lost City of Z
Ano Lançamento
Gênero Ação / Aventura / Drama
País de Origem EUA
Duração141 minutos
Direção
Estreia no Brasil 01/06/2017
Estúdio/Distrib. Imagem Filmes
Idade Indicativa 14 anos

Elenco


... Percy Fawcett
... Henry Costin
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Morgenblatter, Op. 279 ”Composta por Johann Strauss
Interpretada por Polish State Philharmonic Orchestra, Katowice
Conducted by Johannes Wildner
“Serenade Op. 8 ”Composta por George Case
Interpretada por William Wakker
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


28/05/2017 - Lucia Maria Miranda (65 anos)

  Não vi
Denunciar
... Passando adiante para o meu filho a tal Mulher Maravilha que ele espera ansioso, esse aqui estou de fato bem interessada em ver e torcendo para que tenham legendas em inglês em horário viável, haja que estou véia e costumo dormir cedo só long time e aprendi inglês pro quê) e ademais que isso de cidade perdida é um troço que me encasqueta e me ensimesma muito, só espero que o Pattinson contribua e não venha com aquele ar songa monga de sempre.

01/06/2017 - Lucia Maria Miranda (65 anos)

  Bom
Denunciar
... De acordo com o ENORME afluxo que vi no cinema de gente atrás da Wonderful Women, penso que esse filme aqui, praticamente, ninguém verá, mas eu vi e achei legal, não sei como conseguiram retratar com a maior fidedignidade possível as várias tribos indígenas que aparecem no decorrer da projeção que é relativamente longa, embora tentem causar um efeito de sucinto em tudo que vemos ali e se fossem entrar muito em detalhes, obviamente, o filme seria por demais extenso. Reza o sábio ditado de que quem procura muito acaba achando e penso que foi isso que Percy Fawcett afinal de encontras encontrou entre assim o Mato de cima e o Mato de baixo, se bem que, opinião minha, achou, mas não teve como vir de lá e dizer com todos os pingos nos Is e com todas as latitudes, altitudes e quadrantes, haja que, onde o homem chega, de praxe, aniquila tudo e os indígenas por ali não estavam querendo de modo algum que uma meia dúzia de xeretas e dizimadores aparecessem ali para bagunçar o coreto. O Pattinson não está assim tãããããooo ruim, daquele que entra mudo e sai calado, mas sua performance não é nenhuma obra prima no contexto. Tom Holland também uma atuação razoável, enfim, para quem quiser sair da mesmice de outros longas, assista, é interessante do começo ao fim, apesar de ser lento, ação, creio, só mesmo o pessoal a padecer e morrer de febre amarela e os índios que foram sempre os campeões de muitas cenas.

06/06/2017 - Sérgio Sarmento (63 anos)

  Ruim
Denunciar
Assisti NO CINEMA, nesta data, quando de seu lançamento em território nacional na última quinta. Olha! Penso que é o sexto filme que vejo do diretor James Gray. Um cara chegando aos 50 anos. E acredito que seu melhor (melhorzinho por assim dizer) filme foi Os Donos da Noite (2007). Já seu último filme a chegar em tela grande no Brasil foi Era Uma Vez em Nova York (2013), e que realizei um comentário insuspeito para o IF em 13.09.2014. Mas neste filme o título era ridículo que a distribuidora Euro Filmes entregou para quem gosta DE CINEMA no Brasil. Pois o original era A IMIGRANTE. Mas o principal é que neste filme já víamos um obra megalomaníaca do diretor. Um filme realmente mastondonte (de enorme, para quem não sabe) mas que não era nada daquilo, mesmo. Para finalmente repedir neste filme Z - A Cidade Perdida (2016) sua megalomania com o agravante que é seu filme mais ambicioso em termos de produção. Em uma obra bem convencional. De uma linearidade absolutamente entediante. E depois o filme tem 141 (sempre e eternamente cronometrado por mim) minutos e filmado de uma maneira arrastada (isto que é o pior). Com atores nada mais do que o razoável em suas atuações. Enfim! "Me custa" muito fazer uma critica corrosiva em uma obra que tinha tudo para ser um ótimo filme de aventuras. E, talvez, fazer uma critica normal ao grande Império Britânico e seus tentáculos para com nações menores, atrasadas. Mas lamentavelmente tudo é estragada por um diretor super valorizado. No sentido que conseguiu um capital muito bom nesta produção. Mas não podemos negar que o talento do diretor James Gray é muito rasteiro. Como está obra capenga nos indica. Cruz credo!

03/07/2017 - Robson (58 anos)

  Ótimo
Denunciar
Boa produção de aventura/biografia, que conta um pouco da história de Percy Fawcett, oficial do exército britânico e explorador, em sua empreitada na América do Sul no início do século 20.

13/07/2017 - Henrique Lucio (59 anos)

  Bom
Denunciar
Já assisti alguns filmes desse diretor e no geral os achei razoáveis, por isso não esperava muito desse. Mas para minha boa surpresa gostei de "Z-A Cidade perdida". Charlie Hunnam, que não tinha prestado muito a atenção sobre seu trabalho, está bem, como o explorador Percy Fawcet, mas o que me agradou mesmo foi a aventura em si. Com uma boa fotografia e produção bem feita, o filme é para curtir e pronto! Ahhhh pessoal, estou observando que nos últimos tempos vem diminuindo demais os comentários no IF, por que será? Gosto muito de ver as opiniões de todos, desde os mais experientes até os que vem aqui para simplesmente dizer que gostou ou não de algum filme. O IF é nosso, se não alimentarmos ele morre kkkk.

19/07/2017 - Ivan Nagy (46 anos)

  Regular
Denunciar
Não gostei! Criei uma expectativa de que o filme traria, de fato, a Cidade Perdida, mas o que vemos o tempo todo são traços da civilização. Achei que iria ter uma cereja no bolo no final do filme, mas fica aquela incógnita que foi propositadamente colocada pelo Diretor, para trazer um ponto de interrogação no espectador. As atuações são boas, nada espetacular. Poderia ter feito uma incursão maior na civilização e nos trazer um pouco de sua imaginação daquilo que supostamente o explorador teria encontrado. Ficou faltando a cereja. Sem ela o filme foi apenas mediano, muito mais pelo longo tempo da película, que, por algumas vezes, chega a irritar o espectador. Nota 6.0.

21/08/2017 - Émerson (37 anos)

  Bom
Denunciar
E um bom. Filme. Mais o final não foi muito. Bom.

29/08/2017 - Alessandro (33 anos)

  Péssimo
Denunciar
Filminho mequetrefe, nada acontece... 2h20min de nada jogado na tela... Filme raso sem emoção... Etc. Enfim não gostei.

25/10/2017 - Kassio Freitas (20 anos)

  Ruim
Denunciar
Nossa, esperava muito e foi um balde de água fria, baita elenco, locações e enredo, mas ele não acontece, raso, sem graça e xoxo. Salve-se as belas atuações e locações.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Z - A Cidade Perdida (The Lost City of Z)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.