Share on Google+

A Senhora da Van

  (The Lady in the Van)
Sinopse Camden Town, bairro de Londres, 1970. Mary Shepherd (Maggie Smith) é uma senhora idosa, que mora dentro de uma van. Devido aos seus hábitos pouco higiênicos, os moradores não gostam nem um pouco quando ela decide estacionar o carro próximo à sua casa. O único que a tolera é o escritor Alan Bennett (Alex Jennings), que deixa ela usar seu banheiro de vez em quando. TUdo começa a ficar tenso quando, após algum tempo, os moradores conseguem que a prefeitura proíbe que qualquer carro fique estacionado no bairro.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil A Senhora da Van
Título Original The Lady in the Van
Ano Lançamento
Gênero Drama / Drama
País de Origem Reino Unido
Duração104 minutos
Direção
Estreia no Brasil 07/04/2016
Estúdio/Distrib. Sony Pictures
Idade Indicativa 10 anos

Elenco


... Miss Shepherd
... Underwood
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“Piano Concerto 1”Escrita por Frédéric Chopin (como Frederic Chopin)
[The principal piano piece that recurs throughout the film is Chopin's Piano Concerto 1, using both the slow middle (second) movement "romanza" e the quick final (third) movement "rondo". Alfred Cortot was especially associated with playing Chopin's piano oeuvre.]
“Pretty Please”Escrita por Leon e Levi Triplett
Interpretada por The Triplett Twins
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


02/04/2016 - Sérgio Sarmento (62 anos)

  Ótimo
Denunciar
Assisti nesta tarde de sábado, NO CINEMA, quando da pré estreia nacional. Olha! Adorei o filme! Em uma obra baseada em fatos reais. Totalmente filmada no bairro classe média londrino de nome Camden Town. Lugar tipicamente (de tanto assistir filmes na "velha" e cativante Londres já "conhecemos" o lugar) inglês e que nos proporciona 104 ( eternamente cronometrados por mim ) minutos de um belo e fascinante filme. Protagonizado por essa britânica de 80 anos (na época de filmagens) uma verdadeira dama do teatro e cinema inglês. Falo da sempre competente Maggie Smith. O filme em principio tenta se caracterizar ao falar de uma mulher irascível, "mala" e tudo de ruim chamada Shepherd. E que vive de um lado ao outro (na mesma rua) com sua Van. Para finalmente acomodar-se na frente de uma casa do escritor Alan Bennett vivido esplendidamente por um ator que não lembro (daí o grande significado de sua atuação) chamado Alex Jennings. O cara realmente compactua em apresentação com a veterana atriz Smith. Seguramente o diretor Nocholas Hytner quer nos mostrar a solidão de duas pessoas e ensejando com isso uma aproximação nunca vista naquele filme. O filme em linhas gerais procura sim nos falar da solidão entre as pessoas. Meio que naquela escola filosófica do grande filosofo francês Jean Paul Sartre e que foi chamada de existencialista. Aliás Sartre tem uma frase que é um sofismo para enaltecer sua escola quando diz: " Que o Homem (como espécie) nasce, cresce e morre sozinho. " Coisa que quem assistir o filme vai dar razão para o genial filosofo francês. Pois é exatamente como acontece com a senhora da van. Enfim e para não escrever mais tese sobre o filme. Diria, finalmente, que é uma obra altamente sensível (a personagem da senhora Smith as vezes agride com seus trejeitos) e por isso procura um significado maior entre as obras modernas do velho e bom CINEMA britânico. Contribuindo para isso, com filmes até elitista (poucos conhecem e por isso não gostam), mas de um significado altamente cultural. Adoro peremptoriamente o CINEMA vindo dos países conhecido como britânicos.

01/05/2016 - Thayane (24 anos)

  Ótimo
Denunciar
Vi algumas críticas na internet alegando que o filme é "monótono". Parece uma opinião vinda de alguém que tem preguiça de pensar. Obviamente discordo deste ponto de vista. Em momento algum achei o filme o cansativo. A beleza da narrativa está centrada nas relações entre os personagens, e isto pode incomodar alguns que estão acostumados com filmes como Mad Max. Concluindo, é um filme que possui diálogos inteligentes do início ao fim e que, sem dúvidas, toca o coração dos espectadores mais sensíveis.

08/05/2016 - Henrique (58 anos)

  Ruim
Denunciar
Não me agradou assistir a história de uma velha "mala" e sem noção do bom senso, foi no mínimo entediante, nem a boa interpretação da velha atriz salva o filme. Ahhh é cansativo sim rsrsr.

12/08/2016 - Kassio (19 anos)

  Bom
Denunciar
Me surpreendi negativamente, o filme não é de todo ruim, mas não prende, personagens chatos e história lenta que pouco se desenvolve. Salva as boas atuações.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

A Senhora da Van (The Lady in the Van)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.