Share on Google+

Ave, César!

  (Hail, Caesar!)
Sinopse Hollywood, anos 1950. Edward Mannix (Josh Brolin) é o responsável por proteger as estrelas do estúdio Capitol Pictures de escândalos e polêmicas e vive um dia intenso quando Baird Whitlock (George Clooney), astro da superprodução Hail, Caesar!, é sequestrado no meio das filmagens por uma organização chamada "Futuro".

Share on Google+

Informações


Título no Brasil Ave, César!
Título Original Hail, Caesar!
Ano Lançamento
Gênero Comédia / Drama / Musical
País de Origem Reino Unido / EUA / Japão
Duração106 minutos
Direção /
Estreia no Brasil 14/04/2016
Estúdio/Distrib. Universal Pictures
Idade Indicativa 12 anos

Elenco


... Eddie Mannix
... Baird Whitlock
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“No Dames!”Música de Henry Krieger
Letra de Willie Reale
Interpretada por Channing Tatum
Arranjo de Sam Davis
Orchestrator Doug Besterman
Recordings & Mixer Todd Whitelock
Contractor Howard Joines
“Lazy Old Moon”Escrita por Walter G. Samuels
Interpretada por Willie Watson
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários


15/04/2016 - Sérgio Sarmento (62 anos)

  Bom
Denunciar
Assisti nesta tarde, NO CINEMA, quando do lançamento no Brasil. Olha! É o décimo sétimo filme dos irmãos diretores mais famosos do cinema norte americano. Ele não é tão bom como por exemplo Barton Fink (1991) ou Fargo (1996) ou, ainda (vou citar só três para não cansar a beleza do caro leitor) Onde Os Fracos Não Tem Vez (2007). Mas apesar dos pesares é um bom filme este Ave, César! Mas antes demais nada tenho que dizer que esse tipo de filme ninguém assiste. Poucos conhecem alguma obra dos famosos irmãos americanos. Mas o pôr quê disso? Simplesmente eles fazem filmes para o gosto deles mesmo. E por tabela para quem conhece um pouco daquele mesmo cinema histórico. Eles são gente que conhecem O CINEMA norte americano e prestam homenagem para este mesmo estilo da indústria de Hollywood. E mais uma vez os irmãos falam, em seu filme, DE CINEMA feito em 1950. Um cinema que satiriza aquela maneira de filmar. Mas de uma forma debochada e ácida. Os diretores não poupam ninguém. Dentro do filme temos quatro estórias sendo filmadas e bem delineadas. E em todas os atores são tratados como idiotas mesmo. Desde a filmagem do drama dos tempos romanos que dá o nome de Ave, César! (o mesmo do filme propriamente dito). Até do filme de faroeste uma bela gozação. Com uma belíssima reconstituição de época. Passando por uma música bem apropriada. E chegando nos atores. George Cloney está sensacional em um papel mais puxando para o pateta. Já Josh Brolin faz um " leão de chácara " impagável. E outros atores que aparecem muito pouco em cena. Cito Scarlett Johansson, Tilda Swinton, Frances McDormand e vários outros. Ficando mais em uma participação de amizades para com os diretores mesmo. Mas é claro! Quem é que não gostaria de participar de um filme destes diretores famosos e talentosos. E finalmente quero dizer que os diálogos são sempre magníficos e que só não dou uma nota maior porque o filme é um pouco arrastado. Aqueles 106 (sempre e eternamente cronometrados por mim) minutos pareciam mais que o tempo normal. Portanto vale exclusivamente para quem ama os irmãos diretores famosos ou para quem conhece o mundo cinematográfica norte americano, assim como eu.

10/07/2016 - OliviaGoldenrose (52 anos)

  Ruim
Denunciar
Citações interessantes do ambiente retrô dos estúdios de Holliwood. Fora isso, nada. Sem pé nem cabeça.

19/07/2016 - Mpauloperes (33 anos)

  Ruim
Denunciar
Sempre procuro pelos comentários do Sérgio Sarmento, mesmo que nem sempre concorde totalmente com suas detalhadas análises. Bom, dessa vez simpatizo bastante com sua opinião, embora considere a nota excessivamente generosa. Os irmãos Coen possuem um histórico de ótimos filmes, dentre os quais dois dos que foram citados pelo Sérgio estão entre os meus favoritos (Fargo e Onde os Fracos Não Tem Vez). Assisti Ave Cezar movido por essa boa reputação, mas me decepcionei. Não nego que há muitos elementos que certamente agradam os envolvidos no mundo do cinema, como o drama de comandar atores sem o perfil necessário para o papel ou o simples detalhe da cena do rolo de filme que queima por excesso de exposição, mas isso não elimina o fato de que a obra é ruim, muito ruim. Dito isto, desaconselho para quem, assim como eu, está em busca de entretenimento inteligente, mas não necessariamente está disposto a contemplar uma questionável homenagem à sétima arte.

01/03/2017 - Flávioq (42 anos)

  Ruim
Denunciar
Pode até ser interessante pela ótica observada pelo expert Sérgio Sarmento, cujas opiniões sempre contam quando vou assistir um filme. Mas pra mim não gostei, apesar de boas atuações de atores do naipe de George Clooney e Scarlett Johansson, pois como dito pelas outras opiniões, achei um roteiro SEM PÉ NEM CABEÇA.

04/03/2017 - Prpdamiao (69 anos)

  Ruim
Denunciar
Jamais imaginei que os talentosos Ethan e Joel Coen assinassem uma bomba como essa. Um filme bobo, sem graça e muito ruim, na sua tentativa de satirizar o cinema feito em Hollywood, nos anos cinquenta. A esquecer.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

Ave, César! (Hail, Caesar!)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.