Share on Google+

O Fim do Mundo

  (Southland Tales)
Sinopse Em 2005 um ataque nucler destrói parte do estado de Texas, o que força o governo americano a intervir com a liberdade de todos os cidadãos. Um grupo revolucionário tenta acabar com a ditadura através da violência. No meio desse caos, durante a comemoração do Dia da Independência de 2008, o prenúncio de um desastre social, econômico e ambiental cruza as vidas de três pessoas: Boxer Santaros, Krysta Now e David Clark. Santaros elabora um roteiro para um filme, que para sua surpresa prediz o que irá acontecer no futuro.

Share on Google+

Informações


Título no Brasil O Fim do Mundo
Título Original Southland Tales
Ano Lançamento
Gênero Comédia / Drama / Ficção / Suspense
País de Origem Alemanha / EUA / França
Duração145 minutos
Direção
Estúdio/Distrib. Neway
Idade Indicativa 16 anos

Elenco


... O Próprio
... Dr. Soberin Exx
>> Ver todo o Elenco...

Trilha Sonora


“If I Could Be With You (One Hour Tonight)”Escrita por Henry Creamer e James P. Johnson (como Jimmy Johnson)
Interpretada por Louis Armstrong
“Teen Horniness Is Not a Crime”Escrita por Gerard Bauer, Colin Kelly e Richard Kelly
Interpretada por Sarah Michelle Gellar, Abbey McBride, Clarkent & Greasy Beats
>> Ver toda a Trilha Sonora...

Trailer



Comentários



  >> Ver todos os Comentários...

27/11/2009 - Higor Barboza (18 anos)

28
  Ótimo
Denunciar
Ótimo filme inteligente demais Krista Now / Sarah Michelle Gellar é a melhor o filme tem um roteiro meio louco mais eu entendi tudo assisti 3 vezes vale a pena da hora...

03/02/2010 - David (25 anos)

29
  Péssimo
Denunciar
O pior filme dos últimos 150 anos e dos próximos 150, cara como alguém consegue fazer uma troço tão horrível minha nota é (menos) -1000!

10/04/2010 - Mario (29 anos)

30
  Ótimo
Denunciar
É um filme diferente de qualquer outro que eu tenha visto. Para alguns, isso é algo ruim, mas eu gostei muito, pois foge do senso comum. Ao contrário de filmes que possui apenas o final surpreendente, esse filme surpreende em diversos momentos. Os principais pontos positivos são a criatividade do roteiro e trilha sonora. O filme não é perfeito porque os atores não são muito bons. Além disso, no filme há uma tentativa de misturar drama e comédia, sendo que teria sido melhor se houvesse apenas drama.

15/05/2010 - Alex (32 anos)

31
  Ótimo
Denunciar
Nossa ótimo assisti. E realmente. Um filme de pensar mesmo. Ótimo.

17/05/2010 - Mayara (27 anos)

32
  Péssimo
Denunciar
Horrível, ridículo.

19/05/2010 - Giovanna (22 anos)

33
  Péssimo
Denunciar
Nossa que Lixo 144 minutos que perdi na minha vida, poderia ter arrancado um dente... Teria sofrido menos.

11/07/2010 - Paulo Silva (40 anos)

34
  Péssimo
Denunciar
Esse filme vai ter o que merece: O ESQUECIMENTO.

14/07/2010 - Anderson (14 anos)

35
  Regular
Denunciar
Eu não tenho muito o que falar desse filme, normalmente minhas notas são diferentes do que a das pessoas daqui do site, mas esse filme tinha tudo para dar certo, os atores são ótimos, Seann W Scott, Dwayne Johnson e Mandy Moore? O Diretor fez milagre em deixar o filme esquisito e meio sem nexo. Mas pode ser que eu que não prestei muita atenção, por isso o Regular. Mas eu realmente achei melhor que avatar.

03/09/2010 - Léo Mozela (24 anos)

36
  Ruim
Denunciar
Até hoje não entendo esse filme...

29/03/2011 - Pérola (23 anos)

37
  Péssimo
Denunciar
Estou até agora sem entender esse filme! Totalmente sem pé nem cabeça. Péssimo, nota zero.

27/04/2011 - Claudio (28 anos)

38
  Bom
Denunciar
Um filme quase insuportável de assistir no início! Mas ao longo do caminho vou começar a entender parte das coisas talvez mereça ser assistido outra vez para melhor entendê-lo, pois se diretor é muito promissor fez o ótimo donnei darko e o bom a caixa, nescla cena brilhantes com cenas estranhissimas, há temas demais para um só filme, acho que daria pra fazer com mais calma, com continuações seria melhor absolvido!

06/10/2011 - Igor de Mello (23 anos)

39
  Péssimo
Denunciar
Comentários positivos sobre essa joça devem ser por puro deboche!

02/01/2012 - Chris (27 anos)

40
  Ruim
Denunciar
Uau, acabei de assistir e confesso que me deu sono. O filme não é de todo ruim, a história é bem interessante até (quando se consegue entendê-la) mas o excesso de cenas inúteis e fatos que não tinham necessidade nenhuma de acontecer tornaram o filme cansativo e de difícil compreensão. Personagens demais, a maioria eu nem sei porque estava no filme, muito menos os nomes deles. Muita informação jogada pra dentro da história sem nenhuma explicação, tudo acontecia do nada e eu só pensava "Mas por que isso aconteceu? Não entendi" e realmente não tinha porque, acontecia umas bizarrices e pronto. Depois, The Rock pra esse filme? Personagem nada a ver pra ele, um baita de um homão daqueles que mais parecia um franguinho assustado. O começo é terrível, do meio pra frente melhora um pouco, no final acontece uma tentativa de explicação dos fatos, mas a verdade é que o filme acaba sem nexo algum, realmente não entendi o que aconteceu no final. Enfim, filme que deve ser assistido de cabeça fria, porque ela vai esquentar muito até o final.

29/12/2012 - Db (30 anos)

41
  Ótimo
Denunciar
Eu gostei e entendi depois da segunda vez de assistir, pois sou fã de Richard Kelly e, realmente, “desceram a ripa” neste e no The Box que considero excelentes. Richard Kelly e David Lynch são excelentes e seus filmes servem como experiências visuais e plásticas. Não necessariamente para ser compreendidos. Porém, Southland Tales é mais simples do que se pensa. Contém SPOILERS – Após a terceira guerra mundial os cientistas estudam e descobrem um tipo de combustível alternativo, denominado carma fluído. As ondas oceânicas servem de combustível para aquela geringonça que produz carma fluído. Porém, o funcionamento dela acarreta a desaceleração planetária e uma fenda na quarta dimensão, ou seja, uma espécie de máquina do tempo no deserto. Os cientistas enviam Boxer Santaros para a experiência de encontrar a si mesmo no futuro e no passado (os macacos falharam porque não têm alma, que besteira rs!) Boxer Santaros do presente é morto por Serpentine, a assessora dos cientistas e quem permanece vivo é o Boxer Santaros do futuro. Porém, Boxer Santaros foi conduzido por Ronald que encontrou seu eu futuro ou Roland (outro artifício do diretor). Ronald e Roland estão vivos no presente e nas mãos dos neomarxistas, porém Roland ainda não sabe da existência de Ronald. Boxer Santaros retorna com amnésia do deserto e pouco a pouco vai descobrindo quem é. Escreve um roteiro para um filme sobre o fim do mundo. Este roteiro é divulgado para todos (no sense total) e os cientistas (que se revelam neomarxistas depois) sabem dos detalhes através dele. Nos minutos finais, Boxer Santaros descobre o corpo do eu passado (ou presente para ele) que foi incinerado por Serpentine, entendendo também que ele é eu futuro e por isso sabe como o mundo acaba. Roland começa, lentamente a descobrir quem é (o eu futuro) e quer encontrar o eu presente, Ronald (quem sou? Isso não é da sua conta) O carma fluido injetável, por ser uma espécie de droga que altera a estrutura corporal e mental, dando acesso à quarta dimensão e aos demais eus das pessoas, serve como caminho para rastrear e encontrar Ronald, por isso, Roland injeta a droga. Sabe que Ronald vai tentar se matar por remorso e culpa pelo que fez ao piloto Abilene no Iraque e quer evitar a morte do eu presente e futuro. Porém, se os dois apertarem as mãos, gera um colapso na quarta dimensão (teoria da física quântica novamente) e o mundo acaba ou se funde? Eis o mistério, porém é teoricamente impossível a existência de dois eus no mesmo espaço e tempo. Quando eles apertam as mãos, o furgão sobe até o Zeppelin do barão com o agente neomarxista e terrorista. Como os neomarxistas conhecem o futuro pelo roteiro de Boxer Santaros, sabem que a chance de “acabar com o capitalismo e o totalitarismo” é explodindo o Zeppelin naquele momento. Há uma segunda alternativa, se o atentado falhar ou seja, divulgar o vídeo de Boxer Santaros e Krysta transando, desmoralizando a célula capitalista nas próximas eleições. Porém, o roteiro escrito pelo Boxer Santaros do futuro não falha e o terrorista acerta o Zeppelin, assassinado os capitalistas com os cientistas neomarxistas (numa espécie de sacrifício pela causa) e “é assim que o mundo acaba, não num choro, mas numa explosão”. A explosão do zeppelin. Roland convence Ronald a não se matar, afinal ele “é cafetão e o cafetão nunca morre”. Frente ao vórtice da quarta dimensão, Roland e Ronald tornam-se um só com as mãos apertadas (repare nos olhos de Roland que deixa de refletir Ronald) e o messias de um novo mundo. E o mundo acaba ou não no colapso da quarta dimensão? Resta a dúvida e o resto são sátiras e acontecimentos isolados para melhorar e estragar o filme.

15/07/2013 - Joao (23 anos)

42
  Péssimo
Denunciar
Péssimo! Não assistam, pior que Agamenon.

Novo Comentário
Faça seu comentário, mas por favor, siga estas regras:
- Não faça perguntas, faça comentários sobre o filme;
- Não conte o final do filme nem partes importantes para o desfecho, mas se necessário marque o texto;
- Seja objetivo e descreva o porquê de sua nota;
- Se você ainda não assistiu ao filme, dê nota "Não vi";
- Não critique outros comentários, apenas faça o seu, sem preconceitos;
- Se você não gosta deste gênero de filme, é melhor não comentar;
- Comentários que descumprirem estas regras, serão excluídos totalmente.

 Agradecemos a colaboração. Bom uso!

O Texto Contém Spoiter? Sim / Não     Selecione o texto com "Spoiler" e click aqui.

Nome: Idade:  Nota:

Últimos Visitados

O Fim do Mundo (Southland Tales)

Copyright © 2017 www.interfilmes.com - Todos os Direitos Reservados. Acesse a Política de Privacidade.